Edifício C8 - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

Fechar
Edifício C8 - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Edifício C8 - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Edifício C8 - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa


Projectado pelo arq. Gonçalo Byrne para a Universidade de Lisboa, foi distinguido com os Prémios Valmor e Municipal de Arquitectura de 2000. Em resposta à exiguidade do terreno, aos critérios de implantação de edifícios vizinhos e à inexistência de um plano bem definido para esta zona da Cidade Universitária de Lisboa, o Edifício C8, cuja eficiente articulação programática e tipológica, assim como a sua contextualização, traduz uma inequívoca vocação urbana, vem absorver o espaço vazio entre os edifícios seriados pré-existentes da Faculdade de Ciências e o limite do Museu da Cidade, frente ao fundo contínuo do Jardim do Campo Grande, estabelecendo uma disciplinada separação de aproximações pedonais e viárias. De configuração cúbica e aspecto compacto, trata-se de um monolito, que simula um sistema de empilhamento de "aduelas", onde o cimento surge como material decisivo e determinante na caracterização corpórea da sua arquitectura, sendo rematado por uma espécie de "pala-tampa", que faz a fusão cromática entre o zinco dessa cobertura e o cimento do edifício. As suas fachadas surgem revestidas por painéis denteados, que favorecem o ensombramento das superfícies verticais, assim como das janelas. É um edifício que se abre à cidade através de uma fresta rasgada na fachada, permitindo uma aproximação gradual ao seu interior. Associado à investigação científica o C8 desdobra-se em duas unidades funcionais (a unidade de Física e a unidade de Química), consolidadas pelo pátio urbano e por um programa comum a ambas (recepção, biblioteca e espaços subservientes).

Localização

Campo Grande, Faculdade de Ciências - Edifício C8
Lisboa

Freguesia: Alvalade

Coordenadas: 
Data de actualização:
2019