Fábrica de Braço de Prata

Fechar
Fábrica de Braço de Prata
Fábrica de Braço de Prata
Fábrica de Braço de Prata
Fábrica de Braço de Prata


A "Fábrica de Material de Guerra de Braço de Prata", exemplar de arquitectura industrial oitocentista da freguesia de Marvila, foi construída entre 1904 e 1908, no sítio da antiga Oficina de Pirotecnia e da Real Vidreira, na Rua da Fábrica de Material de Guerra. Entrou em laboração a partir de 1908 com a designação oficial de "Fábrica de Projécteis de Artilharia", dedicando-se ao fabrico de munições de artilharia, sob a alçada do Arsenal do Exército. Progressivamente foi estendendo a sua produção a outros equipamentos militares, passando a designar-se "Fábrica Militar de Munições, Armas e Veículos". Mais tarde, passou a ser conhecida por "Fábrica Militar de Braço de Prata", ou simplesmente "Fábrica de Braço de Prata". A entrada de Portugal para a OTAN, assim como o auxílio do chamado Plano Marshal, em 1949-1950, veio beneficiar esta fábrica no âmbito de uma ajuda financeira para a montagem de maquinaria e aperfeiçoamento técnico do seu pessoal. Objecto de uma explosão em 24 de Novembro de 1953, atingiu o seu auge durante a Guerra do Ultramar, com a produção intensiva de espingardas automáticas, morteiros, metralhadoras, munições, fardamentos e outros artigos que equiparam as Forças Armadas Portuguesas. Em simultâneo produziu equipamentos para exportação, nomeadamente para a República Federal da Alemanha. Integrada, em 1980, na recém criada "Indep - Indústrias Nacionais de Defesa, E.P.", foi, em 1996, inserida no grupo "Empordef - Empresas Portuguesas de Defesa". Anos mais tarde, quando o seu equipamento foi transferido para Moscavide, as suas instalações foram objecto de transformação, recuperação e adaptação, acolhendo a ¿Fábrica Braço de Prata, um centro cultural privado, criado em Junho de 2007, que inclui uma livraria, salas de exposições, sala de cinema e teatro, sala de espectáculos musicais, escritórios, restaurante e bar. O referido centro cultural encontra-se Instalado no edifício que resta da antiga fábrica de armamento, possivelmente a zona da sede, caracterizando-se pelo seu carácter erudito, cuja fachada apresenta pano central saliente, revestido a cantaria, portal protegido por grades, exibindo o escudo português e remate em frontão triangular, onde no tímpano se evidenciam as iniciais ¿FBP¿, assim como símbolos alusivos ao trabalho e ao produto que se fabricava neste local.

Localização

Rua Fernando Palha, 26; Rua Fábrica de Material de Guerra, 26; Rua Mar, 26
Lisboa

Freguesia: Marvila

Coordenadas: 
Data de actualização:
2019