Palácio Pancas-Palha

Fechar
Palácio Pancas-Palha
Palácio Pancas-Palha
Palácio Pancas-Palha


  Municipal

A sua origem remontará ao séc. XVI e a sua traça actual datará do séc. XVII. Trata-se de uma das muitas quintas de recreio da zona oriental de Lisboa, cujo palácio, de planta composta em L, é formado por dois corpos que separam um pequeno jardim murado, de carácter romântico. Deve o seu nome a D. Luís de Meneses, Senhor de Pancas e de Ponte da Barca, que adquiriu a propriedade no séc. XVIII e efectuou grandes transformações no palácio, em especial no corpo poente. No séc. XIX os seus descendentes venderam todo o conjunto à família Palha, que colocou as suas armas no cunhal de esquina que separa as duas frentes do palácio viradas para a Rua de Sta. Apolónia e para a Tv. do Recolhimento de Lázaro Leitão. Posteriormente passou para a família Van Zeller. Já no séc. XX foi adquirido pela Câmara Municipal de Lisboa, que procedeu à sua recuperação segundo projecto do arq. Frederico George, com o objectivo de ser entregue a instituições científicas, especificamente ao CIDEC-Centro Interdisciplinar de Estudos Económicos. Classificado como Imóvel de Interesse Público, são de destacar a entrada do edifício em pátio aberto para carruagens e a escadaria nobre. No interior são de realçar a sala dos frescos, decorada com pinturas de motivos campestres, o salão de música ou salão nobre, a capela com baptistério, o jardim e os espaços de lazer e estar.

 

Localização

Rua de Santa Apolónia, 12-16; Travessa do Recolhimento Lázaro Leitão, 1
Lisboa

Freguesia: São Vicente

Coordenadas: 
Data de actualização:
2018