Autarcas de Lisboa e Oslo falam sobre a Capital Verde Europeia

07, Dezembro 2018
Fernando Medina e Raymond Johansen tiveram encontro de trabalho esta manhã para analisarem oportunidades de colaboração entre as duas cidades que vão protagonizar iniciativa em 2019 e 2020.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o seu homólogo de Oslo, Raymond Johansen, encontraram-se hoje, 7 de dezembro, em Lisboa, para discutirem assuntos comuns às duas cidades que serão Capital Verde Europeia em 2020 e 2019, respectivamente. A visita do presidente da câmara da capital norueguesa acontece cerca de um mês antes do arranque oficial da Capital Verde Europeia 2019, em Oslo, que decorrerá no fim-de-semana de 4 de janeiro.

Medina e Johansen tiveram nesta sexta-feira em cima da mesa de trabalho dois tópicos: Como otimizar as oportunidades de colaboração entre as duas capitais em áreas chave, particularmente, em matérias de sustentabilidade ambiental e, em segundo lugar, como os executivos progressistas podem trocar experiências e liderar alianças verdes na Europa e além fronteiras.

Para Fernando Medina ”é uma feliz coincidência que Lisboa e Oslo – as duas “Capital Verde Europeia” mais a sul e mais a norte da Europa – tenham recebido esta distinção em anos seguidos. É um sinal que, apesar de separadas por muitos quilómetros de distância, ambas partilham a mesma visão no que respeita à sustentabilidade nas suas diversas vertentes, ambiental económica e social. Lisboa será certamente inspirada pela experiência de Oslo e vamos colaborar no sentido de mobilizar outras cidades no combate às alterações climáticas”.

Por sua vez, Raymond Johansen considera: “Nós, autarcas e líderes de cidades capitais,  temos que trabalhar muito e em conjunto para conseguirmos reduzir drasticamente as emissões de carbono e melhorar a qualidade do ar que respiramos, ao mesmo tempo que  temos de conseguir manter um  padrão de vida com qualidade. No próximo  ano, Oslo é a cidade campeã das cidades  verdes. Em 2020 passaremos o testemunho a Lisboa, e a cooperação entre as duas cidades, essa, vai continuar”.