Vinho lisboeta distinguido com medalha de ouro

22, May 2018
“Corvos de Lisboa, Arinto 2017" é o nome do vinho produzido a partir do Parque Vitivinícola de Lisboa, que resulta da primeira vindima no verão do ano passado.
  • A primeira vindima do Corvos de Lisboa decorreu em agosto de 2017
    A primeira vindima do Corvos de Lisboa decorreu em agosto de 2017

Corvos de Lisboa, Arinto 2017, o vinho produzido no Parque Vitivinícola de Lisboa resultado da parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa e a Casa Santos Lima foi distinguido com uma medalha de Ouro na edição de 2018 do Concurso de Vinhos de Portugal, da Vini Portugal.

O Certame decorreu em Santarém entre 14 e 18 de Maio, onde foram avaliados 1307 vinhos por 160 jurados, 30 dos quais estrangeiros.

Relembre-se que a vinha, plantada em 2014, nasceu de um desafio lançado por José Sá Fernandes a José Luís Oliveira da Silva, presidente do Conselho de Administração da ‘Casa Santos Lima, Companhia das Vinhas, S.A.’, a maior produtora e exportadora da Região Vitivinícola de Lisboa, sediada em Alenquer, com o propósito de promover esta região e afirmar os seus excelentes vinhos nos hábitos dos portugueses e dos lisboetas em particular. A primeira vindima da Vinha do Parque Vitivinícola Municipal, junto ao Parque da Bela Vista, ocorreu em setembro de 2017, sendo, portanto, este vinho distinguido logo no seu ano de estreia, o que constitui mais um incremento para o prestigio que esta Região Vitivinícola vem cada vez mais granjeando, sobretudo num momento em que Torres Vedras e Alenquer, que representam duas denominações de origem (D.O.C.) da Região de Lisboa, foram distinguidas Cidade Europeia do Vinho 2018.

 

O Corvos de Lisboa terá a sua primeira prova pública, a ter lugar no espaço CML/BLX, no próximo dia 25 de maio aquando da abertura da 88ª Feira do Livro de Lisboa.