Higiene urbana, Misericordia, Município

Contentores fixos alargam no Bairro Alto e Santa Catarina

06, Fevereiro 2019
O novo sistema para evitar a deposição de sacos na rua e melhorar a limpeza foi discutido com os moradores. Vai abranger cerca de 2 900 casas em Santa Catarina e 1 300 no Bairro Alto.
  • Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
    Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
  • Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
    Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
  • Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
    Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
  • Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
    Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
  • Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
    Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
  • Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
    Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
  • Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
    Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
  • Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina
    Apresentação do novo sistema de deposição de resíduos no Bairro Alto e Santa Catarina

Foram muitos os moradores do bairro de Santa Catarina que quiseram conhecer o novo sistema de deposição de resíduos em contentores fixos, já em funcionamento na Bica e em parte do Bairro Alto. A sessão contou com o vice-presidente da autarquia, e responsável pela Higiene Urbana, Duarte Cordeiro, e com a presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia, Carla Madeira.

O sistema consiste na colocação de vários contentores fixos em locais estrategicamente escolhidos, em particular onde atualmente aparece lixo acumulado, explicou o técnico municipal Manuel Severino, numa breve apresentação do projeto, com o qual, salienta, a autarquia pretende acabar com a deposição de resíduos em sacos na rua e assim melhorar a limpeza nos bairros históricos.

A deposição nos contentores poderá ser feita a qualquer hora pelos moradores.

Já os setores do comércio e serviços, apenas os poderão utilizar em último recurso, pois estão obrigados a utilizar os seus próprios contentores no dia certo, ou a entregar diretamente os resíduos, sempre que possível, às equipas de remoção.

Nesta fase, será implementado no bairro de Santa Catarina e na parte do Bairro Alto em que ainda não funciona, até à Rua do Século.

Novo sistema em todos os Bairros Históricos

Com este sistema, são abrangidas quase 2 900 casas em Santa Catarina e cerca de 1 300 no Bairro Alto. No Bairro Alto serão instalados mais 111 contentores em 28 novas localizações; em Santa Catarina são 240 contentores, em 55 localizações. Em complemento aos contentores fixos, serão também instalados contentores enterrados e papeleiras de grande capacidade na envolvente do bairro.

O projeto destina-se a todos os bairros históricos da capital, explicou Duarte Cordeiro, e tem vindo a ser implementado de forma gradual, em estreita articulação com as juntas de freguesia e as forças vivas dos bairros, particularmente associações de moradores. “Não faríamos consulta pública se não estivéssemos disponíveis a fazer correções” vincou, “mas estamos determinados em melhorar a limpeza em Lisboa e a vida das pessoas”.

O projeto é para avançar, garante o vice-presidente, que salienta ainda as medidas anunciadas pela autarquia para a Higiene Urbana e o novo regulamento de resíduos sólidos, atualmente em consulta pública. As multas pesadas para situações de incumprimento e o aumento da fiscalização deverão funcionar como elemento dissuasor, “mas o nosso objetivo não é passar multas, é melhorar a limpeza.”

Dias de recolha

A recolha dos resíduos indiferenciados passará a ser feita duas vezes por dia, incluindo aos domingos.

O papel e o vidro também serão recolhidos nos sete dias da semana. O papel terá duas recolhas diárias de segunda a sábado e apenas uma ao domingo, e o vidro será recolhido uma vez por dia.

As embalagens serão recolhidas diariamente, de segunda a sábado.