Mobilidade

Mobilidade do Futuro passa por Lisboa

14, Setembro 2018
Durante dois dias,13 e 14 de setembro especialistas nacionais e estrangeiros reuniram-se em Lisboa para discutir a mobilidade urbana e os desafios que se colocam às cidades na Lisbon Mobi Summit.O Presidente da Câmara Municipal de Lisboa foi um dos convidados do encerramento e falou sobre os desafios de mobilidade que se colocam atualmente à capital e a toda Área Metropolitana de Lisboa.

Desafios que, diz Fernando Medina, decorrem do planeamento urbano.

O presidente da CML que partilhou o palco com Pascal Smet, Ministro para a Mobilidade do Município de Bruxelas e José Luís Sales Marques, Presidente do Instituto de Estudos Europeus de Macau, num painel moderado pelo Diretor do Jornal de Notícias, Afonso Camões, defendeu a insustentabilidade do modelo atual e a necessária aposta forte num novo modelo de transportes.

Modelo esse que que compreenda quatro fatores: o preço dos títulos de transporte, que o presidente da câmara de Lisboa classificou de "irracional", um investimento na criação de uma rede de transportes públicos eficaz, a transferência de competências nessas matérias para os municípios e a conclusão do sistema rodoviário com um tarifário integrado.

O foco do evento passou pelas novas políticas e tendências da mobilidade: dos carros elétricos às viaturas partilhadas, desde as redes inteligentes à gestão de tráfego nas cidades, passando por questões relacionadas com a cidadania.

Em cima da mesa, a debate, estiveram temas como conectividade e autonomia, infraestruturas e redes (soluções inteligentes de mobilidade) ou o futuro da logística urbana.

A conferência internacional trouxe a Lisboa especialistas de renome na área, como Martin Hofman, responsável pela tecnologia de informação do grupo Volkswagen; Paulo Humanes, gestor do PTV Group; ou ainda de Andrew McKellar, secretário-geral para a Mobilidade da Federação Internacional do Automóvel.

A iniciativa foi organizada pelo Global Media Group e  EDP, com a parceria da Volkswagen, Via Verde e Efacec, e durante estes últimos dois dias, no SUD Lisboa, discutiu desafios da mobilidade elétrica e partilhada, bem como as redes inteligentes de gestão de tráfego nas cidades e as novas tecnologias ao serviço dos cidadãos para melhorar a acessibilidade aos meios de transporte e sua descarbonização.

Mais notícias sobre:
Mobilidade