Capital Verde Europeia 2020 promove exposição sobre património ambiental de Portugal

26, Março 2019
A mostra destina-se a dar a conhecer o património natural nacional e, através desse conhecimento, sensibilizar a população para as questões ambientais.

A Câmara Municipal de Lisboa e o Fundo Ambiental assinaram em 25 de março, no Museu Nacional de História Natural e da Ciência, um protocolo destinado à implementação do projeto Lisboa Capital Verde Europeia 2020: Exposição sobre Parques, Reservas e Paisagens de Portugal. Na cerimónia, que contou com Fernando Medina e o vereador do Ambiente, José Sá Fernandes, intervieram ainda o Reitor da Universidade de Lisboa, António Cruz Serra, e o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes.

A mostra destina-se a dar a conhecer o património natural nacional e, através desse conhecimento, sensibilizar a população para as questões ambientais, nomeadamente para a relevância da conservação da Natureza, da sustentabilidade ambiental, da biodiversidade, explicou José Sá Fernandes.

Com a designação, ainda provisória, de “Uma viagem pelas paisagens de Portugal”, trata-se de uma exposição que refletirá as principais paisagens e áreas protegidas de Portugal. Nela será possível conhecer e sentir a diversidade de valores naturais, bem como produtos e serviços que neles têm a sua origem e que o país pode proporcionar aos seus visitantes.

Paisagens, ambientes, ecossistemas, comunidades, espécies, processos biológicos e valores culturais serão apresentados de forma inovadora e envolvendo os visitantes numa experiência imersiva que gere sensações e desperte emoções, e José Sá Fernandes salienta que no visitante será despertado o desejo de visitar cada local que ali será representado.

Trata-se, disse o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, da “primeira pedra do que nós queremos que seja um grande movimento social de mobilização pelo ambiente, pela causa do combate às alterações climáticas, e de uma demonstração muito concreta, não só do que estamos a fazer, mas fundamentalmente daquilo que cada um pode e deve fazer para nos ajudar coletivamente nesta causa.”