Ambiente

100 árvores a 100 dias da conferência sobre alterações climáticas

16, Fevereiro 2019
A iniciativa marca o início da contagem decrescente para a conferência, que em maio trará à capital cerca de mil participantes.
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
  • Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas
    Plantação de 100 novas árvores a 100 dias da cimeira sobre alterações climáticas

No Parque Urbano do Vale da Montanha foram hoje plantadas 100 árvores para assinalar a contagem decrescente de cem dias para a 4.ª Conferência Europeia de Adaptação às Alterações Climáticas (ECCA), que decorrerá em Lisboa, no CCB (Centro Cultural de Belém), entre os dias 28 e 31 de maio de 2019.

Na cerimónia, que foi inserida em mais uma atividade “Plante a sua árvore em Lisboa”, participaram o vereador do Ambiente, Estrutura Verde, Clima e Energia, José Sá Fernandes, o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, o representante da Comissão Europeia - projetos Horizonte 2020, Diogo de Gusmão-Sørensen, e representantes dos projetos organizadores, Rafaela Matos, pelo projeto Bingo, e Mário Pulquério pelo projeto Placard.

Depois da plantação simbólica de freixos, amendoeiras, carvalhos ou medronheiros, entre outros, foi descerrada uma placa alusiva à data. “Hoje estamos aqui a celebrar um grande encontro”, disse José Sá Fernandes, agradecendo aos parceiros e à Comissão europeia a escolha de Lisboa para a conferência que, frisou, vai unir a Europa no debate sobre a adaptação às alterações climáticas e na discussão das metas 2020-2030.

A plantação de árvores no Vale da Montanha é uma forma de adaptação às alterações climáticas, acrescentou o vereador, explicando que as mesmas permitem combater as ondas de calor, reduzir o ruído e a poluição, e ainda infiltrar mais água, reduzindo as inundações. Nos últimos anos foram plantadas mais de 50 mil árvores e o autarca adiantou que vai ser apresentado um plano para fechar o círculo da água com água reutilizada. A ECCA vai servir também para isso, partilhar os bons exemplos e pensar no futuro. “Espero que tanto a ECCA, este ano, como Lisboa Capital Verde em 2020 sejam um grande sucesso”, concluiu.

A cerimónia revestiu-se de um particular simbolismo, pelo facto de reunir representantes das diferentes entidades envolvidas no aumento da infraestrutura verde e do arvoredo na cidade, uma das mais eficazes ferramentas ao serviço da adaptação climática.

Alterações climáticas em debate no CCB

São esperados cerca de mil participantes na ECCA, uma das maiores conferências sobre alterações climáticas, que contará com a participação de investigadores, técnicos, decisores, autoridades e agências nacionais, regionais e locais com responsabilidade na implementação de planos e medidas de adaptação às alterações climáticas, empresas, organizações não-governamentais e sociedade civil. A sua realização em Lisboa constitui uma excelente oportunidade para o debate dos cenários projetados para o sul da Europa, incluindo os que se relacionam com as cidades.

A conferência é organizada por três projetos europeus no âmbito do programa “Horizonte 2020” – PLACARD, BINGO e RESCCUE – coordenados respetivamente pela FCiências.ID - Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências, pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil e pela Aquatec (Espanha), em cooperação com a Câmara Municipal de Lisboa e o Ministério do Ambiente e da Transição Energética.


Array
Mais notícias sobre:
Ambiente