Cultura e Lazer

125 anos do S. Luiz – Teatro Municipal

08, Março 2019
O teatro S. Luiz vai celebrar 125 anos de existência com uma programação especial que revisita grandes momentos da sua história. A celebração, anunciada em conferência de imprensa, no dia 8 de março, lançou um convite a um conjunto de artistas apostados em revistar memórias e momentos marcantes deste teatro inaugurado em 1894 e batizado na altura Theatro D. Amélia.

A estreia fez-se com a opereta A Filha do Tambor-Mor, de Offenbach, obra que será agora revisitada pela mão do encenador António Pires e que conta com a participação da Orquestra Metropolitana de Lisboa, sob a direção do maestro Cesário Costa, e outras instituições académicas e da sociedade civil. 

Só após a morte do seu impulsionador e mentor, o Visconde São Luiz de Braga, em 1918, é que o teatro vê ganhar o nome que hoje mantém. Pelo meio houve um incêndio, várias reconstruções, várias valências e usos (foi estúdio televisivo)  até chegar ao teatro que é hoje, tutelado pela Câmara de Lisboa, e um espaço aberto à cultura de espetáculo da cidade. 

“Um teatro virado para a cidade e para os artistas da cidade. Um lugar de cidadania participativa, de trocas culturais e de acesso a todos é o que hoje é o São Luiz”, afirmou a vereadora da cultura Catarina Vaz Pinto, acrescentando, “e porque hoje [dia 8 de março] se celebra o Dia Mundial da Mulher, não deixo de me congratular por ver nesta programação convites lançados a tantas criadoras portuguesas”, referindo-se a nomes como Joana Craveiro, Caroline Bergeron, Natália Luiza, Anabela Mota Ribeiro, Vanessa Rato (que irá editar um livro a assinalar os 125 anos deste teatro), Madalena Marques, Lúcia Lemos, entre outras criadoras. 

Conheça aqui toda a programação das comemorações. 

  

Array
Mais notícias sobre:
Cultura e Lazer