Ambiente, Higiene urbana, Município

25 cidades inteligentes em Lisboa

06, Abril 2018
O programa europeu Sharing Cities traz à capital portuguesa mais de cem representantes entre 10 e 13 de abril, com um extenso programa de trabalho.

Mais de 100 representantes de 25 cidades europeias e nacionais são acolhidos por Lisboa, entre 10 e 13 de Abril, para um conjunto de eventos e sessões de trabalho sobre o futuro das cidades inteligentes na Europa, no âmbito do Programa Europeu Sharing Cities.

Ao longo de quatro dias, decorrerão em três localizações distintas na cidade vários eventos impulsionadores da inovação e empreendedorismo em torno das cidades inteligentes, dos quais se destaca:

A assembleia geral e reuniões de trabalho dos 35 membros de consórcio do programa com financiamento comunitário H2020 Sharing Cities, no Centro de Informação Urbana de Lisboa (CIUL) em 10 e 11;

A conferência pública, aberta pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, sobre o panorama de inovação na cidade de Lisboa, no Centro de Congressos de Lisboa, dia 12, a partir das 9h00;

A assembleia geral e reuniões de trabalho que juntam o programa Sharing Cities, com representantes de 16 outros programas europeus H2020 na área das cidades inteligentes no CIUL e Centro de Congressos de Lisboa;

Demonstrações, às 25 cidades acolhidas, das soluções de cidades inteligentes implementadas em Lisboa, a decorrer com foco no Showroom Sharing Cities na Praça do Município, no dia 12 a partir das 14h00.      

_________

O Programa Sharing Cities é um programa à escala Europeia que visa desenvolver e partilhar soluções inteligentes, inovadoras e replicáveis para cidades. O programa tem 24 milhões de euros de financiamento da União Europeia, ao abrigo do programa H2020 através do Grant Agreement nº 691895, e visa propagar as suas soluções em 100 cidades na Europa e atrair 500 milhões de euros em investimento público e privado.

O consórcio Sharing Cities desenvolveu entre 2016 e 2018 um conjunto de soluções com tecnologias inteligentes para cidades, que estão neste momento a ser instaladas e testadas em Lisboa, Londres, Milão, Bordéus, Burgas e Varsóvia. 

Em Lisboa, o programa conta com sete parceiros nacionais para além da Câmara Municipal, que coordena os trabalhos, nomeadamente o Instituto Superior Técnico, a Lisboa E-Nova, a Reabilita, o Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto (CEiiA), a EDP-Distribuição (EDP-D), a Altice Labs, e a Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL).

Ligações:

https://eu-smartcities.eu/     

https://twitter.com/CitiesSharing      

Mais notícias sobre:
Ambiente, Higiene urbana, Município