Cultura e Lazer, Santa Maria Maior

3º Seminário Fragmentos de Arqueologia de Lisboa – “Extrair e Produzir: dos primeiros artefactos à industrialização”

20, Novembro 2018
No âmbito do ciclo anual de colóquios “Fragmentos de Arqueologia de Lisboa”, o Auditório Adriano Moreira, da Sociedade de Geografia de Lisboa, recebeu, entre os dias 20 e 21 de novembro, o seminário com o tema “Extrair e Produzir: dos primeiros artefactos à industrialização”.
  • “Extrair e Produzir: dos primeiros artefactos à industrialização”
    “Extrair e Produzir: dos primeiros artefactos à industrialização”

A abertura do colóquio esteve a cargo do Prof. Luís Aires-Barros, presidente da Sociedade de Geografia de Lisboa (SGL), Ana Cristina Martins, da Secção de Arqueologia da (SGL) e de António Marques, do Centro de Arqueologia de Lisboa/CML.

António Marques fez uma pequena apresentação dos dois dias do evento anunciando que no segundo dia irá ser lançado o livro com as apresentações da edição anterior bem como no “próximo ano estará previsto vir a lançar a publicação das comunicações que forem apresentadas durante este terceiro seminário”. O coordenador do Centro de Arqueologia de Lisboa (CAL) desejou a todos os presentes uma profícua experiência, “que as informações que vamos divulgar sejam úteis e que encontrem o seu reflexo numa atualização de conhecimentos, que é o que se pretende”.

Durante o evento abordaram-se temas como a exploração de pedra, a produção oleira ou de botões, entre outras problemáticas relativas a diversas produções de Lisboa e do seu território.

Destinada a público especializado, mas também a público em geral, este evento visou sobretudo promover a divulgação de novas informações, juntos de todos os que cultivam o estudo da Olisipografia e, igualmente junto dos professores do ensino em geral, no sentido de se proporcionar uma atualização de conhecimentos. Este é por consequência um espaço de troca de impressões entre estes dois públicos: o público especializado, que produz os conhecimentos; e o público utente, que consome esses mesmos conhecimentos.