Alcantara, Cultura e Lazer

Abertura da ARCOlisboa2019

16, Maio 2019
A mostra de arte contemporânea mais internacional de Lisboa já abriu portas
  • ARCOlisboa 2119
    ARCOlisboa 2119

A ARCOlisboa 2019 já abriu portas ao entusiasta público lisboeta. Na Cordoaria Nacional até 19 de maio, esta é a mostra mais internacional dos galeristas e artistas nacionais e - ainda por cima - decorre em Lisboa.

A abertura contou com a presença do primeiro ministro, António Costa, do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, da ministra da Cultura, Graça Fonseca, da secretária de Estado da Cultura, Ângela Ferreira, da embaixadora de Espanha em Portugal, Marta Betanzos, da vereadora da Cultura, Catarina Vaz pinto, e do presidente da IFEMA - Feria de Madrid, Clemente Gonzáles Soler.

A ocasião inaugural serviu de palco para a entrega da Medalha Municipal de Mérito Cultural
 a Carlos Urroz, o antigo diretor da ARCO de Madrid e grande responsável pela vinda para Lisboa daquele que é um dos maiores certames de arte contemporânea de todo o mundo, cedendo o seu lugar a Maribel López.

O autarca lisboeta justificou a atribuição desta distinção pelo "seu trabalho em erguer a ARCOlisboa desde a primeira edição" - ao que o galardoado retorquiu com a quase incontornável vinda da feira para Lisboa, dada a "conjugação do encanto da cidade, da hospitabilidade das gentes e da beleza do edifício da Cordoaria". 1Reportando-se a esse tempo, da primeira ediçao da ARCOlisboa 2016, Fernando Medina recordou que então "Lisboa procurava afirmar-se como capital cosmopolita, aberta e global", ao mesmo tempo que a IFEMA - Feria de Madrid dava os primeiros passos na sua "tentativa de internacionalização". Hoje, concluiu o autarca, "a ARCOlisboa faz parte das nossas vidas e continuará a fazê-lo por muitos anos" com Lisboa a ser "projetada no panorama das grandes feiras internacionais de arte contemporânea", ao mesmo tempo que se abriu espaço para os galeristas e artistas nacionais se mostrarem em Madrid e por todo o mundo.

O presidente da IFEMA - Feria Internacional de Madrid, González Soler, enalteceu a "parceria IFEMA - Câmara Municipal de Lisboa, decisiva para esta realização, que é hoje um dos melhores ativos da IFEMA".

Encerrando as intervenções, o primeiro ministro, António Costa, sublinhou a conjugação da iniciativa de "internacionalização da ARCO de Madrid" com esta realização cujo impacto "se espraia por toda a cidade de Lisboa", funcionando também como "uma oportunidade para os galeristas e artistas portugueses se mostrarem na grande feira de Madrid". Para o primeiro ministro, esta é uma ação que "estimula a liberdade criativa dos artistas" ao mesmo tempo que, pela formação do público, contribui para a "criação de uma sociedade do conhecimento para construir o futuro". António Costa não deixou passar em claro o relevo dado à participação de galeristas e artistas africanos nesta edição da ARCOlisboa, na senda de uma vocação da cidade de abertura ao mundo e de fonte do "conhecimento de outras culturas".

A visita das entidades oficiais no momento inaugural terminou com uma visita à exposição "Ponto de Fuga", que reúne obras da coleção de António Cachola, o conhecido colecionar de arte contemporânea em Elvas.

A ARCOlisboa 2019 é uma organização conjunta da Câmara Municipal de Lisboa e da Feria de Madrid - IFEMA e pretende mostrar aos colecionadores e ao grande público "as vanguardas históricas, os clássicos contemporâneos e a arte atual". Estarão representadas 71 galerias selecionadas, de 17 países: 52 no Programa Geral, 11 na secção Opening e 9 de projetos de artistas. Também estarão representadas no módulo "África em Foco" 6 galerias provenientes quatro países desse continente (a que se junta outra, presente nos projetos de artistas).

A programação é completada com diversas atividades, como o Programa Internacional de Colecionadores, os debates e conferências Millennium Art Talks, o Encontro de Museus e o Arts Libris. Conheça toda a Opens external link in new windowprogramação aqui.

Array
Mais notícias sobre:
Alcantara, Cultura e Lazer