Comercio, Investir, Município

AHRESP é parceiro estratégico da cidade, afirma Fernando Medina

01, Março 2016
Na abertura das Jornadas AHRESP – OCC, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa saudou a excelência das relações da associação representativa da hotelaria e restauração portuguesas com a autarquia e afirma que é preciso aproveitar o bom momento da cidade para melhorar a economia e aumentar o emprego.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa considera que a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) é um parceiro estratégico da autarquia para a governação da cidade e afirma que a parceria com aquela associação permite olhar com confiança o bom momento que a cidade atravessa. As declarações de Fernando Medina foram proferidas em 1 de março, na abertura das Jornadas que aquela associação leva a efeito com a Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC) no Centro de Congressos de Lisboa. 

O edil salientou a pertinência dos temas em discussão, “estratégicos para o sector mas também para a economia duma cidade”, e deixou uma palavra pública de reconhecimento “pela excelência” que a AHRESP tem mantido nas relações com a cidade e a autarquia. 

Um parceiro estratégico que “entende a necessidade de cooperação com o governo da cidade”, diz, sublinhando a disponibilidade dos seus corpos gerentes para a negociação. Em regra “muito dura mas com espírito construtivo”, adianta. 

 

Aproveitar o bom momento da cidade

É essa parceria que Fernando Medina deseja manter e aprofundar em torno de “uma visão partilhada”, mais profunda e estratégica, que permita aproveitar o bom momento que a cidade vive para potenciar a economia e a criação de emprego. 

O presidente da Câmara Municipal lembra que Lisboa tem batido recordes no turismo e no número de passageiros no aeroporto, para alertar que essa realidade coloca desafios mas também responsabilidades do ponto de vista estratégico: “prosseguir e aumentar a procura turística, melhorar a qualidade da oferta e aumentar o valor que cada turista deixa na cidade. 

Por isso Medina realça que a autarquia tem em marcha “um amplo programa municipal para acelerar a devolução do espaço público antes tomado pelo automóvel”, salientando a intervenção na frente ribeirinha em curso, o projeto para o Eixo Central e o programa “Uma Praça em Cada Bairro”. Mais esplanadas, mais espaços verdes e mais zonas de fruição da cidade e do espaço público é o grande objetivo, procurando melhorar também a atratividade da capital no plano turístico. 

A abertura das Jornadas AHRESP – OCC contou ainda com a participação do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, o presidente da AHRESP, Mário Pereira Gonçalves, e o Bastonário da OCC, António Domingues de Azevedo. 

 

A intenção do atual Governo repor os valores do IVA na restauração e turismo e promover o aumento dos rendimentos dos portugueses constituíram um autêntico pano de fundo na abordagem aos diversos temas discutidos pelos congressistas, num encontro cujo lema demonstra o espírito dominante: “O futuro é agora”.

Array
Mais notícias sobre:
Comercio, Investir, Município