Alcantara, Cultura e Lazer

Alcântara riu à gargalhada com Herman José

06, Maio 2017
Se é verdade que rir faz bem ao coração, muitos alcantarenses que assistiram ao primeiro espectáculo de Lisboa a Sorrir 2017 estão hoje bem mais saudáveis. Herman José divertiu, cantou, encantou e convidou ainda o fado para uma festa memorável com vista para o Tejo, junto à ermida de Santo Amaro.

Lisboa a Sorrir 2017 arrancou em cinco de maio junto à bela capela de Santo Amaro, onde apesar da noite fria muitos alcantarenses se juntaram para uma noite inesquecível com Herman José e o fadista Ricardo Ribeiro. A autêntica tournée lisboeta do conhecido artista promete aquecer a capital até junho, com espectáculos em várias freguesias. 

Não viria mal ao mundo, antes se faria jus ao que realmente acontece no espectáculo se o nome fosse “Lisboa a gargalhar”. E se Alcântara serviu de “aquecimento”, facilmente se poderão antever as próximas sessões. A noite estava fria, a manhã tinha sido chuvosa em Lisboa, mas não foram precisos cinco minutos para que a composta plateia se contorcesse em incontíveis gargalhadas com a atuação de Herman José ao seu velho estilo. 

Entre piadas e canções a noite animou. As palmas ecoaram, o riso inundou e contagiou, os olhos de muitos não conseguiram conter as saudáveis lágrimas do espontâneo gargalhar que Herman sempre consegue. Brejeiro, acutilante, genuíno, não poupou muitos rostos conhecidos do nosso mundo artístico. 

E cantou. E convocou para o palco muitas das suas personagens que ao longo de tantos anos têm maravilhado gerações inteiras, as mesmas gerações que mesclavam as cadeiras no adro da ermida de Santo Amaro. Novos, velhos, todos riam, todos aplaudiam, todos se deliciaram, incluindo o presidente da junta de freguesia anfitriã, Davide Amado. 

Algumas homenagens sentidas não faltaram, com destaque para Nicolau Breyner e Carlos Paião, um dos momentos altos da noite foi protagonizado pelo artista convidado: o fadista Ricardo Ribeiro. 

Lisboa a Sorrir continua já no dia 7, domingo, no Largo da Ajuda com Marina Mota como artista convidada, numa autêntica maratona que termina em 4 de junho, no Jardim do Arco Cego. 

Mais notícias sobre:
Alcantara, Cultura e Lazer