Intervenção social

Selo saudável distingue distribuição alimentar

16, Outubro 2019
A Câmara de Lisboa entregou hoje, no Palácio da Mitra, 20 “selos saudáveis” a instituições que fornecem refeições equilibradas, de acordo com a dieta mediterrânica.
  • Autarquia entrega 20 “selos saudáveis” a instituições
    Autarquia entrega 20 “selos saudáveis” a instituições

O vereador dos Direitos Sociais, Manuel Grilo revelou que este “selo saudável” pretende incentivar, através de uma distinção pública, as instituições que implementem um conjunto de normas, garantindo o cumprimento de requisitos para uma alimentação mais equilibrada tendo como base o padrão alimentar mediterrânico.

O projeto é uma parceria da autarquia com a Direção-Geral da Saúde – Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS), que iniciou o projeto piloto “Selo Saudável” em 2016. A atribuição do selo às entidades pressupõe um conjunto de etapas, desde a candidatura e validação, realização de ações de sensibilização e capacitação das equipas, com um período de 6 meses para implementação ou adaptação aos requisitos exigidos.

O projeto já conta com 2 edições (lançadas em 2016 e 2018).

Entidades premiadas

Abrigo Infantil Santa Maria de Belém
Junta de Freguesia São Domingos de Benfica
Refeitório da Escola das Laranjeiras
Junta de Freguesia dos Olivais
Centro de dia
4 Refeitórios escolares (EB Sara Afonso, EB Alice Vieira, EB Santa Maria dos Olivais e EB Paulino Montez)
Escola Secundária Pedro Nunes
Creche do Tomás.

Reatribuição “Selo Saudável” das entidades da 1ª edição


Caminhos da Infância
Associação Ester Janz
Associação da Penha de França
Centro Social e Paroquial São João de Brito
O Companheiro – Associação Fraternidade Cristã
Nuclisol Jean Piaget (equipamento Bº do Condado e de Marvila)
Associação Infante Sagres
Associação Abraço
Casa do Menino de Deus
Centro Social da Musgueira

Array
Mais notícias sobre:
Intervenção social