Investir

“boa boa” crowdfunding em Lisboa

06, Maio 2016
www.boaboa.pt é a primeira plataforma de crowdfunding de Lisboa, já está no ar com cinco projetos e promete ser uma importante ferramenta no desenvolvimento estratégico da capital.
  • “boa boa” crowdfunding em Lisboa
    “boa boa” crowdfunding em Lisboa

Foi com a Sala do Arquivo nos Paços do Concelho a abarrotar e em ambiente de festa que decorreu o lançamento da primeira plataforma de crowdfundig de Lisboa, antecedido de um momento musical pela Orquestra Geração e complementado com a apresentação de cinco projetos já disponíveis online. Chama-se “boa boa”  e é, para o vice-presidente da Câmara de Lisboa e responsável pelo pelouro da Economia e Inovação, um projeto que faltava na cidade.

Trata-se da primeira plataforma de crowdfundig territorial de uma capital europeia, e Duarte Cordeiro considera que para além do financiamento “faz sentido para testar conceitos, produtos e serviços”. A plataforma, diz, acrescenta conteúdos à cidade e constitui uma ferramenta que cola a outros mecanismos de participação” como o BIP ZIP, o Orçamento Participativo ou os Centros de Cidadania Digital.

 

Para Lisboa

É “a ferramenta que faltava à cidade na área do empreendedorismo” e o vice-presidente agradece a toda a equipa do departamento de Economia e Inovação pelo empenho no seu desenvolvimento e pelo “sentimento de pertença” demostrado. Mas a plataforma é também um excelente meio para a produção de novos conteúdos na cidade ao nível cultural, recreativo e criativo. “Uma ideia boa boa para tornar Lisboa Melhor”, remata.

“Um projeto inovador”, uma plataforma “distintiva, diferente e singular que tem tudo para correr bem, salienta, Paulo Soeiro de Carvalho, destacando que Lisboa é em si um fator determinante, a que acresce o extraordinário momento que vive.

Residir em Lisboa é o primeiro critério para a apresentação de um projeto, condição que poderá ser dispensada constituir um benefício para a cidade. Por outro lado deve incidir sobre as áreas do empreendedorismo, da inovação social, da investigação e desenvolvimento ou da cidadania e participação.

Qualquer pessoa que cumpra estes critérios pode apresentar o seu projeto, a plataforma online é simples e intuitiva.

Para já estão disponíveis cinco projetos:

LDFA - Little Dresses for Africa leva a cabo uma causa humanitária que, através da confecção de vestidos e outras peças de roupa, ajuda crianças carenciadas em África;

A Orquestra Geração quer adquirir acessórios e instrumentos de música que possibilitem a continuidade da prática musical;

A Marcha do Alto Pina procura financiamento para a melhoria dos seus instrumentos sonoros e musicais;

Leaf-Boa - Go Green Lisboa é uma campanha que pretende chegar ao maior número possível de alojamentos turísticos com preocupações ecológicas;

1/4escuro é um coletivo que promove a experimentação da fotografia analógica no tempo do digital e para além de pretender manter o laboratório a funcionar procura financiamento para uma exposição sobre as hortas de Lisboa.

A plataforma tem como fundadores a Câmara Municipal de Lisboa, a Fundação Calouste Gulbenkian, o Montepio Geral, a sociedade de advogados Vieira de Almeida e Associados e Associação para a Inovação e Empreendedorismo de Lisboa.

Array
Mais notícias sobre:
Investir