Segurança

Câmara e Bombeiros renovam acordo na Emergência Pré-Hospitalar

10, Maio 2019
Câmara renova protocolo com Bombeiros Voluntários, para reforço do Dispositivo Integrado e Permanente de Emergência Pré-Hospitalar. Desde 2016, o tempo de espera por socorro baixou de 15 para 4 minutos.

A Câmara Municipal de Lisboa renovou hoje um protocolo com seis Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários de Lisboa, que vai permitir ao Dispositivo Integrado e Permanente de Emergência Pré-Hospitalar, ainda mais rapidez na ajuda aos cidadãos.

Para Fernando Medina, a renovação deste protocolo "tem um significado muito profundo porque já salvou muitas vidas na cidade de Lisboa". É, afirmou o presidente da autarquia, "um exemplo de como em conjunto se conseguem dar melhores respostas" aos lisboetas.

O serviço integrado, a funcionar desde 2016, permitiu diminuir o tempo de espera por socorro de 15 para 4 minutos. A informação foi avançada por Carlos Manuel Castro, vereador dos Bombeiros e Proteção Civil. O número de intervenções aumentou, de cerca de vinte mil para sessenta mil, em Lisboa, afirmou ainda, permitindo "também ajudar outros concelhos que solicitaram ajuda".

O renovado protocolo garante mais tripulações formadas e certificadas, melhor articulação entre o Regimento de Sapadores Bombeiros, os Bombeiros Voluntários e o Sistema Integrado de Emergência Médica, reforçando a capacidade de socorro em emergências multivítimas.

 

Array
Mais notícias sobre:
Segurança