Cultura e Lazer

Centenário da morte de Júlio de Castilho

08, Maio 2019
  • Conferência sobre Júlio de Castilho
    Conferência sobre Júlio de Castilho

No centenário da morte do insigne olisipógrafo, a autarquia e parceiros da sociedade civil têm promovido diversas iniciativas. A última delas, organizada pelo Gabinete de Estudos Olisiponenses e pelo Grémio Literário, decorreu, no dia 7 de maio, no salão da biblioteca desta agremiação, ao Chiado (Rua Ivens): tratou-se de uma conferência intitulada "Júlio de Castilho - um olhar", sendo orador o investigador Pedro Bebiano Braga.

Júlio de Castilho (1840-1919) é considerado o fundador da olisipografia - o ramo do saber dedicado à história de Lisboa. Pedro Bebiano Braga, historiador e mestre em História da Arte, discorreu sobre a obra de Castilho, perante uma interessada audiência que enchia o salão. Dessa obra, salientam-se "Lisboa Antiga" (obra dividida nos múltiplos volumes de "Bairros Orientais" e Bairro Alto"), ou "A Ribeira de Lisboa".

Dentre outras iniciativas que assinalam o centenário da morte de Júlio de Castilho destaca-se a exposição que está patente no Museu da Cidade - Palácio Pimenta (Campo Grande) até ao dia 19 de maio.

Mais notícias sobre:
Cultura e Lazer