Higiene urbana

Centro Operacional de Remoção nos Olivais melhora serviços de Higiene Urbana

04, Maio 2019
O edifício, remodelado, destina-se a concentrar os trabalhadores afetos à remoção, que passam a contar com melhores condições. Por seu turno, são criadas sinergias para um melhor aproveitamento dos recursos humanos e técnicos.
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais
  • Centro Operacional de Remoção nos Olivais
    Centro Operacional de Remoção nos Olivais

No polo dos Olivais dos serviços de Higiene Urbana do município de Lisboa foi remodelado um edifício destinado a concentrar recursos humanos da autarquia, que oferece melhores condições aos trabalhadores e permite uma gestão mais funcional dos serviços. Trata-se do Centro Operacional de Remoção (COR), cujas instalações estiveram hoje abertas para que os trabalhadores as pudessem conhecer, num open house que contou com o vice-presidente da autarquia e vereador dos Recursos Humanos, João Paulo Saraiva, e com o vereador Carlos Manuel Castro.

A abertura destas instalações vai significar muito para a cidade, disse Carlos Manuel Castro, acrescentando que o serviço será optimizado para dar uma resposta cada vez mais eficaz, o que representa “um salto qualitativo nos serviços de higiene urbana na cidade”.
 
“é com grande orgulho que hoje abrimos este espaço” afirmou João Paulo Saraiva, perante alguns dos trabalhadores que ao início da tarde visitavam as instalações. É uma necessidade da Câmara Municipal de Lisboa ter todas as condições para que as pessoas possam desenvolver um bom trabalho e há que dar os parabéns aos trabalhadores, à cidade e à equipa da Direcção Municipal de Higiene Urbana, por terem conseguido fazer um espaço com tanta qualidade.

O convite para o open house era extensivo aos familiares e foram muitos os que responderam afirmativamente ao longo do dia, aproveitando para trazer também as crianças, que tinham atividades especialmente preparadas no local.

Aproveitar sinergias

Com uma área útil de cerca de 700 metros quadrados, o COR tem capacidade para acolher até cinco centenas de trabalhadores. Já na segunda quinzena de maio estima-se serem ali instalados 320, que contam agora com modernos balneários e vestiários.

Uma das suas maiores virtualidades consiste na possibilidade de ali serem concentrados trabalhadores até agora dispersos por sete zonas da cidade, aumentando a eficiência. Localizado ao lado da garagem, o centro dispõe ainda de um moderno sistema tecnológico que possibilita agilizar a saída das viaturas e a constituição das equipas de recolha.

As instalações contam ainda com áreas administrativas.

Lisboa mais limpa

A construção do centro Operacional de Remoção constitui mais uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa para melhorar a higiene urbana na cidade, que acresce às medidas anunciadas no início do ano. Recorde-se ainda que a autarquia está a contratar cantoneiros de limpeza e em breve motoristas.

Também nesta área foram adquiridas 105 viaturas, têm vindo a ser instalados contentores subterrâneos em várias zonas da cidade, o que permite uma maior capacidade de contentorização, e no mês de março foi instalado o primeiro compactador subterrâneo de grandes dimensões junto ao mercado de Alvalade.

Array
Mais notícias sobre:
Higiene urbana