Município

Cerimónia Comemorativa do 5 de Outubro

05, Outubro 2016
  • Cerimónia Comemorativa do 5 de Outubro
    Cerimónia Comemorativa do 5 de Outubro

A Cerimónia Comemorativa do 5 de Outubro - data que assinala a Instauração da República, em 1910 - decorreu, como é costume, na Praça do Município, com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, do primeiro-ministro, António Costa, e dos presidentes da Assembleia da República e da Câmara Municipal de Lisboa, Eduardo Ferro Rodrigues e Fernando Medina. O momento alto das cerimónias consistiu no ato solene de içar a Bandeira Nacional na varanda do Salão Nobre, a que se seguiram os relevantes discursos de Fernando Medina e Marcelo Rebelo de Sousa.

Na ocasião, o Presidente da República garantiu que "estão vivos os princípios da República" e que "o amor à liberdade e a defesa dos direitos fundamentais" são valores partilhados pela maioria dos portugueses. "O exemplo dos que exercem o poder é fundamental para que os portugueses acreditem no 5 de Outubro", que estará "vivo se todos nós lhe dermos vida", concluíu Marcelo Rebelo de Sousa..  

Por seu lado, o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa manifestou a sua satisfação por "celebrarmos como devemos" esta data: "em dia feriado e com o povo". Fernando Medina destacou o exemplo de Lisboa, "lugar central das dinâmicas" de incentivo à "cultura empreendedora" para a criação de emprego, no quadro de "uma sociedade aberta, plural e cosmopolita". "Lisboa é hoje uma capital moderna, vibrante e aberta ao mundo", pelo que "estamos do lado certo da História e assim honraremos a República", concluiu o edil lisboeta.

Leia aqui o discurso integral de Fernando Medina

A cerimónia iniciou-se com a chegada do Presidente da República à Praça do Município, onde foi recebido pelo Presidente da Câmara Municipal, prestando então honras ao Estandarte Nacional e passando revista à Guarda de Honra, a um batalhão da Guarda Nacional Republicana, com banda e estandarte. Após cumprimentar a Presidente da Assembleia Municipal, Helena Roseta, e Vereação da Câmara no átrio dos Paços do Concelho, o Chefe de Estado subiu ao Salão Nobre, onde era aguardado pelo Presidente da Assembleia da República e pelo Primeiro Ministro.

De seguida, estas individualidades dirigiram-se à varanda do Salão Nobre - onde, a 5 de outubro de 1910, foi proclamada a República - para o ato solene do hastear da Bandeira Nacional pelo Presidente da República coadjuvado pelo Presidente da Câmara Municipal, ao som do Hino Nacional, executado pela Banda da GNR.

De novo na Praça do Município, Fernando Medina e Marcelo Rebelo de Sousa, perante as autoridades civis e militares, outras individualidades convidadas e o povo de Lisboa, dirigiram ao país discursos plenos de significado, evocando a efeméride comemorada e enaltecendo os valores republicanos.

A cerimónia terminou com o desfile das forças em parada, prestando continência ao Presidente da República. 

Mais notícias sobre:
Município