Campo de Ourique, Desporto, Estrela

CML assinala Dia Mundial da Saúde

07, Abril 2016
O Dia Mundial da Saúde, 7 de abril, foi assinalado pela autarquia com um conjunto de atividades na Quinta das Conchas. A assinatura de protocolos relativos ao “Projeto Saúde Porta a Porta” e um congresso sobre cuidados paliativos na Universidade Católica, completaram o calendário da efeméride, este ano dedicada à Diabetes.
  • Apresentação da Corrida Solidária
    Apresentação da Corrida Solidária
  • Apresentação da Corrida Solidária
    Apresentação da Corrida Solidária
  • Apresentação da Corrida Solidária
    Apresentação da Corrida Solidária
  • Apresentação da Corrida Solidária
    Apresentação da Corrida Solidária
  • Apresentação da Corrida Solidária
    Apresentação da Corrida Solidária
  • Apresentação da Corrida Solidária
    Apresentação da Corrida Solidária
  • Apresentação da Corrida Solidária
    Apresentação da Corrida Solidária
  • Projeto Saúde Porta a Porta
    Projeto Saúde Porta a Porta
  • Projeto Saúde Porta a Porta
    Projeto Saúde Porta a Porta
  • Projeto Saúde Porta a Porta
    Projeto Saúde Porta a Porta
  • Projeto Saúde Porta a Porta
    Projeto Saúde Porta a Porta
  • Projeto Saúde Porta a Porta
    Projeto Saúde Porta a Porta
  • Projeto Saúde Porta a Porta
    Projeto Saúde Porta a Porta

O Dia Mundial da Saúde, 7 de Abril, este ano dedicado à Diabetes, foi assinalado pela Câmara Municipal de Lisboa com um conjunto de atividades que tiveram início pela manhã no Parque da Quinta das Conchas.

“A atividade física, o ambiente e o lazer são um contributo essencial para a qualidade de vida e para a saúde de todos", frisou João Afonso, vereador do Pelouro dos Direitos Sociais, no arranque da iniciativa.

Presentes estiveram também João Filipe Raposo da Associação Portuguesa da Diabetes Portugal (APDP), José Manuel Boavida do Ministério da Saúde, Pedro Delgado Alves, presidente da Junta de Freguesia do Lumiar e o vice-presidente da Associação Médicos do Mundo, Fernando Vasco, que apresentou a V edição da “Corrida Solidária”.

O atleta olímpico Carlos Veiga, na modalidade de triplo salto, participou nas atividades, que incluíram estafetas, uma aula de zumba, redes de Vólei, karaté e jogos tradicionais. Um workshop de danças tradicionais africanas, a avaliação com questionário de risco da Diabetes e um workshop sobre a doença, completaram o programa de uma manhã dedicada à atividade física.

Resultado de uma parceria da Câmara de Lisboa com várias organizações e entidades, a iniciativa pretende despertar a consciência de crianças, jovens e comunidade educativa e empresarial para o seu papel na construção de uma cidadania ativa e na promoção da saúde, contribuindo para um desenvolvimento sustentável, assim como promover a reflexão para a educação para a cidadania global.

“Saúde Porta a Porta” na Estrela, Campo de Ourique e Misericórdia

A terceira edição do Projeto Saúde Porta a Porta alarga a sua área de intervenção à freguesia da  Misericórdia.

O protocolo, entre a Câmara Municipal de Lisboa (CML), as freguesias da Estrela, Campo de Ourique e Misericórdia, o Hospital CUF - Infante Santo, e a Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa (AEFCM), foi assinado no Dia Mundial da Saúde, no Salão Nobre da autarquia.

Este ano, informou a AEFCM, o número de estudantes em regime de voluntariado universitário médico aumenta para setenta, o que vai permitir chegar a mais idosos, referenciados pelas freguesias.

A saúde “não é só uma responsabilidade do Serviço Nacional de Saúde, todos podemos contribuir para a ligação a cada uma das pessoas”, considerou João Afonso, vereador dos Direitos Sociais. “Com a disponibilidade de uns e outros podemos chegar mais longe”.

O projeto tem como principal objetivo colmatar as lacunas existentes no acesso aos cuidados saúde e bem-estar de pessoas idosas carenciadas de Lisboa, contando com o apoio técnico-científico do Hospital CUF Infante Santo.

O acompanhamento e aconselhamento do estado de saúde dos beneficiários são operacionalizados através de visitas regulares de jovens voluntários a munícipes isolados e com carências de aconselhamento médico e socioeconómicas.

A formação geral dos voluntários é da responsabilidade da CML e a formação específica é da responsabilidade da AEFCM.

Array
Mais notícias sobre:
Campo de Ourique, Desporto, Estrela