Desporto, Educação, Município

CML e ME reforçam oferta de espaços desportivos em Lisboa

12, Abril 2017
A Câmara de Lisboa e o Ministério da Educação assinaram hoje, nos Paços do Concelho, um protocolo que prevê a utilização de pavilhões desportivos de 15 escolas da cidade por entidades indicadas pela autarquia, como clubes e colectividades. " A partir de agora as escolas vão ser disponiblizadas para mais uma missão, a de contribuir para a integração das comunidades da cidade", diz Fernando Medina.
  • CML e ME reforçam oferta de espaços desportivos em Lisboa
    CML e ME reforçam oferta de espaços desportivos em Lisboa

O acordo, vem num momento de particular importância para a cidade, face à candidatura de Lisboa a Capital Europeia do Desporto 2021, e ao apoio da autarquia clubes e colectividades da cidade de Lisboa, bem como outras entidades sem fins lucrativos que atuem na área desportiva na capital.

Tem, para o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, três objetivos principais: aumentar a prática desportiva na cidade melhorando a qualidade de vida dos seus munícipes, reforçar os laços entre comunidades e escolas e dar resposta à carência de equipamentos desportivos na cidade, aproveitando o investimento público já existente.

De acordo com o Ministério da Educação e, tendo em conta o investimento realizado pelo governo, nos equipamentos escolares, “torna-se necessária a implementação de medidas que permitam a utilização plena dos pavilhões desportivos nas horas após a atividade escolar”. Um dia feliz lembra o responsável pela tutela da Educação, para quem o desporto não se pode limitar aos muros das escolas.

Tiago Brandão Rodrigues reafirmou o compromisso de "que estes protocolos possam sair do papel e erguer-se no terreno todas as vezes que for possível e necessário" falando ainda na “verdadeira revolução que acontece agora na cidade de Lisboa, onde a bicicleta é usada como meio de transporte”.

O protocolo determina que as atividades do calendário e do desporto escolar têm prioridade sobre as das entidades indicadas pela Câmara, que poderão usar os pavilhões de forma gratuita entre as 17:00 e as 00:00 dos dias úteis, e também aos fins-de-semana.

Segundo avançou o presidente da CML a primeira escola a beneficiar deste acordo será a Damião de Góis a 22 de abril (aproveitando a ligação ao corredor verde oriental), logo seguida do Agrupamento de Escolas da Piscina dos Olivais a 27 de maio e da Padre Cruz em junho. São as três previstas para o arranque, das cerca de 15.

Mais oferta de espaços verdes

Para além da possibilidade de utilização de espaços desportivos das escolas da cidade, “espaços privilegiados para a prática desportiva”, a acordo hoje assinado prevê ainda a cooperação entre as duas entidades no que respeita à gestão e manutenção das áreas ao ar livre dos estabelecimentos de ensino público que geograficamente estejam em situação de proximidade com alguns dos corredores verdes, aumentando desta forma a utilização e oferta de actividades à população nos corredores verdes da cidade.

Array
Mais notícias sobre:
Desporto, Educação, Município