Investir, Município

Começou a sexta semana do empreendedorismo

02, Maio 2017
Sete dezenas de parceiros e uma participação que ronda cinco mil pessoas em eventos espalhados por mais de 30 locais, são os números esperados para a 6.ª Semana do Empreendedorismo de Lisboa, que decorre até 7 de maio.

“Termos tudo para vencer”, afirmou Duarte Cordeiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, referindo-se à estratégia da cidade para se tornar numa das mais competitivas, inovadores e criativas da Europa. O autarca, também responsável pela pasta da Economia e Inovação, falava no encerramento da cerimónia inaugural da 6.ª Semana do Empreendedorismo, em 2 de maio no Salão Nobre dos Paços do Concelho. 

Lisboa Leading the Change foi o nome escolhido para esta sessão,  que juntou nomes  como Miguel Fontes, diretor executivo da Startup Lisboa, Pedro Miranda, CEO da Siemens Portugal, a fadista Mariza ou a atriz Paula Lobo Antunes, num animado debate moderado pela apresentadora e jornalista Ana Rita Clara. 

Luz e qualidade de vida são marcas únicas de Lisboa, afirma Duarte Cordeiro, que salienta os muitos talentos que povoam um ecossistema empreendedor em crescimento e relembra “os objectivos muito grandes” do município para esta área, desde logo o projeto do Hub Criativo do Beato. “Acreditamos que podemos crescer nos próximos a bom ritmo”, diz. 

Antes, no início da sessão, o dirigente municipal Paulo Soeiro de Carvalho havia abordado a estratégia do município para o desenvolvimento do ecossistema empreendedor na capital e revelou alguns dados do Startup Genome Report, um estudo de referência mundial sobre startups, que pela primeira vez abordou o ecossistema empreendedor de Lisboa. Lisboa tem um perfil de empreendedores qualificados, fortemente feminino e jovem, não tem o peso de cidades como Berlim ou Londres mas está a crescer a um ritmo elevado e está “incrivelmente interconectado e é muito atractivo. São alguns dos dados revelados por Paulo Soeiro de Carvalho, que lembra a realização do Web Summit Lisboa como uma importante realização para a cidade e  salienta a recém-criada plataforma Made of Lisboa como um instrumento fundamental para a dinamização do ecossistema empreendedor no plano internacional.  

No átrio do município esteve uma mostra com alguns dos empreendedores apoiados pelo programa Lisboa Empreende, que ainda antes da cerimónia inaugural promoveu na Sala do Arquivo  um Speed Dating que juntou 28 empreendedores e 12 parceiros em rápidas reuniões de negócio com a duração de 10 minutos cada. 

Array
Mais notícias sobre:
Investir, Município