Investir, Município

Conferência "Lisboa Capital Atlântica"

19, Junho 2018

Teve lugar no dia 19 de junho, na sala Bernardo Sassetti do Teatro S. Luiz, a conferencia "Lisboa, Capital Atlântica", dedicada à importância que a economia do mar tem no crescimento económico da cidade e nas várias valências daquele recurso natural para o crescimento sustentável. 

A conferência, que ocupou toda uma manhã de trabalhos intensos, abriu com a intervenção do vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Duarte Cordeiro, que no seu discurso começou por agradecer todos os participantes e em particular ao Fórum Oceano, com o qual Lisboa celebrou recentemente a sua adesão, estendendo também esse agradecimento à Direção Municipal da Economia e Inovação pela organização desta iniciativa.

Duarte Cordeiro lembrou a necessidade de uma concertação envolvendo várias entidades dirigida à valorização do mar enquanto recurso e património cultural, mas sobretudo enquanto enorme potenciador da atividade económica. Também sublinhou a importância do envolvimento do sector no desenvolvimento de projetos relacionados com a economia do mar, anunciando a iniciativa conjunta com o Ministério do Mar para as comemorações, no próximo ano, do Dia Europeu do Mar, que pretende reunir em Lisboa mais de um milhar de pessoas ligadas a instituições do mar de toda a europa. A aposta na organização dos oceanos, contribui para que a cidade se torne num espaço de excelência voltado o para mar e permita implementar o conceito e capital atlântica. Hoje a grande Lisboa já centraliza 40% da atividade empresarial voltada para o mar contribuindo com cerca de 2.900 milhões de euros para a economia do país, é também a região que concentra o maior número de empresas sediadas relacionada com o mar, lembrou Duarte Cordeiro. Lisboa afirma-se assim como um amplo espaço para entender a economia do mar e pode tirar partido da grande concentração universitária, trazendo dinamismo e a criatividade para o sector, donde a necessidade de implementar aceleradores de empresas e startups relacionadas como mar. “O mar é um traço identitário da nossa cidade e do nosso pais, devemos olhar para ele com criatividade e inovação de modo a encontrar novo futuros centrados na economia do mar”, terminou o vice-presidente. 

Seguiu-se o primeiro painel intitulado “Lisboa e Fórum Oceano, perspetivas e oportunidades”, com a participação de António Nogueira Leite, presidente da Direção do Fórum Oceano e por Paulo Carvalho, Diretor Municipal Economia e Inovação da CML. Coube a Paulo Carvalho salientar a importância da recente adesão de Lisboa ao Fórum Oceano, cabendo ao representante do Fórum a apresentação detalhada do trabalho deste organismo, uma instituição que se dedica a agregar, monitorizar e a promover o que designa por economia azul, ou economia do mar. 

Seguiu-se a apresentação do Plano Municipal “Lisboa, Capital Atlântica” por Abílio Martins Ferreira, Coordenador do grupo de trabalho do Mar da Câmara Municipal de Lisboa seguindo-se o painel “Blue Tech Acelerator” que teve como moderador Paulo Carvalho, Diretor Municipal de Economia e Inovação e contou com a participação de Marisa Silva, da Direção Geral de Política do Mar e project manager do Blue Tech Acelerator, Gonçalo Delgado, administrador do grupo ETE, Gonçalo Santos do European International Shipowners Association of Portugal e Pedro Rocha Vieira, CEO da aceleradora de empresas Beta-i.

O encerramento dos trabalhos esteve a cargo de Alberto Laplaine de Guimarães, Secretário-Geral da CML, seguindo-se uma degustação de produtos do mar. 

Array
Mais notícias sobre:
Investir, Município