Educação, Marvila, Mobilidade

Contrato Local de Segurança promove sensibilização para a segurança rodoviária

16, Março 2018
"Se não fosse a polícia o mundo estava virado do avesso". "Eles ajudam-nos quando nós precisamos". A opinião, manifestada por uma criança de 10 anos, traduz bem a imagem deixada pelos agentes do Programa Escola Segura, no final de uma ação de sensibilização em Lisboa sobre Segurança Rodoviária.
  • Contrato Local de Segurança promove sensibilização para a segurança rodoviária
    Contrato Local de Segurança promove sensibilização para a segurança rodoviária
  • Contrato Local de Segurança promove sensibilização para a segurança rodoviária
    Contrato Local de Segurança promove sensibilização para a segurança rodoviária
  • Contrato Local de Segurança promove sensibilização para a segurança rodoviária
    Contrato Local de Segurança promove sensibilização para a segurança rodoviária
  • Contrato Local de Segurança promove sensibilização para a segurança rodoviária
    Contrato Local de Segurança promove sensibilização para a segurança rodoviária

A ação, hoje levada a cabo na Escola EB1 do Bairro do Armador, em Marvila, incluiu uma operação STOP, com a participação dos "agentes de autoridade em ponto pequeno".

A ação de sensibilização, "para ensinar aos grandes como devemos fazer", nas palavras do vereador da Mobilidade e Segurança da autarquia, decorreu no âmbito do Contrato Local de Segurança de Lisboa - na vertente MAI Bairro - celebrado entre a Câmara Municipal de Lisboa e o Ministério da Administração Interna.

Miguel Gaspar, esteve no local a assistir à "formação, acompanhado pela secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, pelo secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, e o comandante da Polícia Municipal de Lisboa, Paulo Caldas.

Depois de uma formação em sala, que chamou a atenção das crianças para os cuidados a ter na condução, e algumas regras básicas de segurança, os "agentes da autoridade em ponto pequeno", hoje assim empossados por Isabel Oneto, estiveram de seguida na Avenida Santo Condestável, para uma verdadeira operação STOP. Apoiados por equipas da Escola Segura da 2.ª Divisão do Comando Metropolitano de Lisboa - devidamente acompanhados por professoras e funcionárias da escola -, os alunos deram a sua contribuição para tornar a cidade mais segura, assumindo o papel de atores principais.

Refira-se que, todos, os condutores parados pela polícia, manifestaram total simpatia pela causa, e disponibilidade para colaborar, conscientes de que a segurança rodoviária é uma responsabilidade de todos.

Em Portugal, de acordo com dados da OMS, "todos os anos, cerca de 3 mil crianças até aos 14 anos são vítimas de acidentes rodoviários. Estes são a principal causa de morte na infância e na adolescência".

Nova geração dos Contratos Locais de Segurança

A nova geração dos Contratos Locais de Segurança, apresentada em 2016, tem o objetivo de "responder às diferentes realidades sócio criminais, num esforço conjunto entre administração central, autarquias e comunidades".

Já este ano, Miguel Gaspar participou numa reunião com Isabel Oneto, e o presidente da Junta de Freguesia de Marvila, José António Videira, que juntou ainda várias organizações dos bairros do Condado e do Armador, e forças de segurança, para uma discussão sobre o Contrato Local de Segurança para aqueles bairros. Na ocasião, o vereador revelou que a autarquia está a fazer um esforço para uma maior articulação entre os diversos pelouros, particularmente com as áreas da habitação e dos direitos sociais.