Educação, Intervenção social

Convenção dos Direitos da Criança celebrada em Lisboa

29, Outubro 2019
A Convenção dos Direitos da Criança foi aprovada há 30 anos pela Assembleia Geral das Nações Unidas. A data foi assinalada hoje, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.
  • Convenção dos Direitos da Criança assinalada na Fundação Calouste Gulbenkian
    Convenção dos Direitos da Criança assinalada na Fundação Calouste Gulbenkian
  • Convenção dos Direitos da Criança assinalada na Fundação Calouste Gulbenkian
    Convenção dos Direitos da Criança assinalada na Fundação Calouste Gulbenkian
  • Convenção dos Direitos da Criança assinalada na Fundação Calouste Gulbenkian
    Convenção dos Direitos da Criança assinalada na Fundação Calouste Gulbenkian

O 30º aniversário do tratado de Direitos Humanos “mais amplamente ratificado de sempre” reuniu diversos especialistas num encontro de reflexão sobre o que foi feito no país, na europa e no mundo.

Na abertura do encontro – organizado pelo Instituto de Apoio à Criança – o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, deixou uma palavra de compromisso para o que falta fazer com o futuro. “Numa cidade como Lisboa, cosmopolita (…) o processo de desenvolvimento alarga todo o tipo de exclusões, desigualdades, que é preciso combater”.

“A pensar nos jovens e na Educação”, salientou o autarca, “vamos cuidar dos meninos que não acabam a escolaridade obrigatória”. Para isso, revelou, “a autarquia disponibiliza cinco milhões de euros no programa Secundário para Todos, para que possamos acelerar a integração da geração dos jovens dos onze, doze anos”.

Convenção dos Direitos da Criança foi ratificada por Portugal em 21 de setembro de 1990.

 

Array
Mais notícias sobre:
Educação, Intervenção social