Intervenção social

Desafios da Longevidade

07, Dezembro 2018
“Desafios de Longevidade” foi o tema do simpósio dedicado às políticas de inclusão da população sénior de Lisboa que teve lugar hoje, dia 7 de dezembro, no Centro Cultural de Belém.Uma iniciativa que teve como objetivo a partilha das ações desenvolvidas no âmbito do programa LisBoa, Cidade de Todas as Idades.
  • Desafios da Longevidade
    Desafios da Longevidade

Um projeto partilhado pela Câmara Municipal de Lisboa de Lisboa e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, cujo investimento ascende a 100 milhões de euros para apoio a pessoas com mais de 65 anos.

Na sessão de encerramento, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa garantiu que “estamos a trabalhar de forma a criar condições e respostas para a melhoria da qualidade de vida da população sénior da cidade, porque a sociedade não pode prescindir da imensidão de talento e de conhecimento destas pessoas".

Fernando Medina avançou que a construção dos cinco centros de saúde está "avançar a bom ritmo". Equipamentos que serão dotados de mais valências de forma a que, num único edifício, sejam dadas respostas às necessidades desta faixa da população.

O presidente da Câmara de Lisboa reconhece que o setor da saúde é exigente do ponto de vista financeiro, onde nada seria possível sem a apoio de parceiros como a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, por isso " já tomámos as decisões mas vamos avançar em conjunto".

Nos planos da autarquia, e como forma de apoiar os já existentes e geridos pela SCML, está a construção de um espaço para 800 vagas na área dos cuidados continuados.

Em curso estão também programas de adaptação do espaço público às necessidades da população sénior, "uma questão de cidadania" diz Fernando Medina.

Uma ideia defendida pelo Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Sobre o programa LisBoa, Cidade de Todas as Idades, Edmundo Martinho não tem dúvidas que "será um instrumento transformador da cidade, tornando-a mais amiga de todas as pessoas".

O simpósio que decorreu ao longo do todo o dia contou ainda com 3 mesas redondas, cada uma dedicada a um dos 3 eixos do programa Lisboa, Cidade de Todas as Idades: Vida Ativa, Vida Autónoma e Vida Apoiada.

Mais notícias sobre:
Intervenção social