Higiene urbana, Segurança

Desconvocadas greves na Higiene Urbana e Bombeiros

11, Junho 2014

A Câmara municipal de Lisboa informa os munícipes que a anunciada greve dos trabalhadores da Higiene Urbana foi desconvocada com efeitos a partir das 22h00 de 12 de junho. 

Ficam igualmente sem efeito, desde já, as paralisações previstas no Regimento de Sapadores Bombeiros.

O desfecho positivo para esta questão só foi possível graças ao empenho do Município de Lisboa no investimento em recursos humanos e na melhoria das condições de trabalho.

Com espírito de abertura e sustentado numa franca procura do consenso, o Município de Lisboa, em reunião com as estruturas sindicais representativas dos trabalhadores, propôs a implementação de um conjunto de medidas que traduzem um forte investimento nos trabalhadores e nos serviços municipais.

Das propostas avançadas e que mereceram o consenso, destacam-se a admissão imediata de 150 cantoneiros de limpeza, 125 em regime de contrato de prestação de serviços e 25 em regime de contrato de emprego e inserção.

Outra das medidas acordadas foi a da abertura imediata de concurso para recrutamento e seleção de 150 cantoneiros de limpeza na modalidade de contrato de trabalho para o mapa de pessoal do Município de Lisboa.

As medidas que se traduzem numa reiterada aposta no investimento nos trabalhadores passam ainda pelo pagamento do respetivo suplemento, no trabalho extraordinário realizado por todos os trabalhadores em período noturno.

No que respeita ao Regimento de Sapadores Bombeiros, a CML vai abrir de imediato concurso para uma recruta de 50 bombeiros sapadores, tendo em vista igualmente a celebração de contrato de trabalho para o mapa de pessoal do município de Lisboa e ainda vai abrir concurso para adquirir equipamentos de fardamento, botas e proteção individual para os bombeiros, de forma a cobrir a totalidade do regimento.

 

Mais notícias sobre:
Higiene urbana, Segurança