Intervenção social

Envelhecimento em Lisboa, Portugal e Europa: Uma Perspetiva Comparada

07, Setembro 2016
O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, esteve presente, no 7 de setembro, nos Paços do Concelho, num Workshop para apresentação dos resultados de um estudo sobre Envelhecimento em Lisboa, Portugal e Europa.
  • Workshop: Envelhecimento em Lisboa, Portugal e Europa: Uma Perspetiva Comparada
    Workshop: Envelhecimento em Lisboa, Portugal e Europa: Uma Perspetiva Comparada

Decorreu, no dia 7 de setembro, na Sala do Arquivo da Câmara Municipal de Lisboa, um Workshop para apresentação dos resultados de um estudo sobre Envelhecimento em Lisboa, Portugal e Europa: Uma Perspetiva Comparada - Inquéritos SHARE (2010-2011), elaborado pelo Instituto do Envelhecimento da Universidade de Lisboa.

Esta iniciativa contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, do vereador dos Direitos Sociais, João Afonso, do Investigador Manuel Villaverde Cabral, do Instituto de Envelhecimento da Universidade de Lisboa e do Mestre João Marques Gomes, da Universidade Nova de Lisboa, da diretora Distrital do Centro da Segurança Social de Lisboa, Isabel Saldida, representantes de freguesias e demais individualidades.

SHARE ( Survey of Health, Ageing and Retirement in Europe ) é um projeto internacional e multidisciplinar que disponibiliza dados sobre a saúde, o estatuto socioeconómico e as redes sociais e familiares de mais de 85 mil indivíduos, com 50 ou mais anos, de 20 países europeus, mais Israel, tendo-se tornado uma fonte de informação por excelência para o estudo do envelhecimento e das condições de vida da população sénior desde 2004.

O estudo comparativo, agora apresentado, entre a população portuguesa com 50 e mais anos, residente em Lisboa, a população da mesma faixa etária residente no conjunto de Portugal, assim como em três países europeus escolhidos para o efeito pela proximidade sociocultural (Espanha) e, por oposição, pela distância geográfica e sociocultural, um do norte da Europa (Suécia) e outro do bloco de Leste (República Checa); e finalmente, a média da população com 50 e mais anos no conjunto dos 16 países europeus onde foi aplicada a 4ª vaga do SHARE entre 2010 e 2011, apresenta dados relevantes e que podem ser complementares aos planos e estratégias setoriais do município de Lisboa, nomeadamente ao nível da participação social e envelhecimento ativo; das características habitacionais da residência dos inquiridos para pessoas com deficiências físicas ou problemas de saúde; saúde física e saúde mental; mobilidade e capacidade funcional e comportamentos de risco.

Para João Afonso, este estudo é importante para que se possa “ mudar as nossas mentes desde que se nasce até que se morre, mudar as ruas, os equipamentos, em suma pensar a cidade de uma nova forma para que seja uma cidade mais humana e inclusiva”.

Já Fernando Medina salientou a importância dos desafios do envelhecimento, e apresentou várias medidas que estão a ser implementadas na cidade ao nível da mobilidade, das infraestruturas urbanas, da calçada, da acessibilidade, dos transportes e do apoio domiciliário. Ressaltando o envelhecimento ativo afirmou: - “ As pessoas que chegam à idade da reforma chegam nas plenas posses das suas faculdades, com muita experiência acumulada. Uma sociedade que desperdiça estes conhecimentos, desperdiça um grande valor que pode ter ao seu serviço.”

Consulte o SHARE

Array
Mais notícias sobre:
Intervenção social