Comercio, Municipio, Santa Maria Maior

Esplanadas da Baixa com nova cara

03, Abril 2017
As esplanadas da Baixa de Lisboa estão a mudar. A pastelaria Néné, em plena Rua Augusta, foi a primeira a receber hoje o novo mobiliário, resultado do concurso de ideias promovido pela Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, em colaboração com o MUDE.O Presidente da CML foi um dos primeiros clientes da nova esplanada.
  • Esplanadas da Baixa com nova cara
    Esplanadas da Baixa com nova cara

Lançado em 2015, o concurso público para a requalificação das esplanadas teve como principal objetivo acabar com as esplanadas “com escassas preocupações de natureza estética” e “sem coerência” e com a “ocupação abusiva” dos espaços de circulação da Baixa, uma forma de ordenar e uniformizar os equipamentos.

A proposta vencedora foi apresentada pelo designer Pedro Sottomayor, em parceria com a CANRAN Arquitectura e com a White Studios, entre os oito convidados.

No dia em que começou a ver na cidade o resultado do concurso público, Fernando Medina gostou do que viu porque o novo modelo permite qualificar o espaço público com traços de qualidade e de conforto e padrões compatíveis com a arquitetura e urbanismo de cada zona da capital e  avançou que as Avenidas Novas são a próxima zona da cidade a receber novas esplanadas.

Nas novas esplanadas da Baixa quer-se diversidade mas sem perder a coerência. Na proposta, que hoje começou a ver a luz do dia, as cores do mobiliário urbano são as da calçada portuguesa - o preto e o branco, a que se acrescenta o cinza, uma forma de "ampliar as possibilidades de uso".

Para o Presidente da CML "este mobiliário permite uma solução de protecção maior para que as esplanadas possam ser mais vividas e mais utilizadas durante todo o ano o que traduz em ganhos para a economia da cidade mas também para o do utilizador".

A "versão inverno" irá funcionar durante três meses.

O projeto define os equipamentos permitidos nas esplanadas e não autoriza mais que o essencial - mesas, cadeiras, toldos, corta-ventos, e o suporte de menu e eventualmente aquecedores.

Para os comerciantes esta é uma solução que veio em boa hora uma vez que " o novo modelo permite ter a esplanada a funcionar todo o ano, sendo uma mais-valia uma vez que melhora significativamente a fruição do espaço público".

À pastelaria Néné seguem-se outras na Rua Augusta, Baixa Pombalina e centro histórico.  O objetivo é que todas as esplanadas desta zona da cidade estejam devidamente equipadas e uniformizadas até ao final de 2018.

Array
Mais notícias sobre:
Comercio, Municipio, Santa Maria Maior