Educação

Fernando Medina anuncia criação de Fundo de Apoio Escolar

11, Maio 2018

Durante a cerimónia de lançamento da primeira pedra das obras de requalificação da Escola do Bairro do Restelo, no dia 10 de maio, Fernando Medina, referiu a criação de um Fundo de Apoio Escolar, dirigido às escolas de Lisboa. O programa a que serão atribuídos cinco milhões de euros e que está previsto arrancar no próximo ano letivo destina-se, nas palavras do presidente da Câmara, “a fazer a diferença naquelas pequenas coisas que permitem melhorar e dar respostas na promoção da qualidade de ensino”. Dando exemplos, as escolas irão poder candidatar-se àquele fundo, mediante concurso, para aquisição de material pedagógico, equipamentos desportivos, material de apoio tecnológico, material para crianças com necessidades especiais ou de serviços de apoio pedagógico para crianças com necessidades educativas, enfim, toda e qualquer necessidade que venha suprir carências e que promova a função formativa das escolas. Caberá às escolas definir quais as suas prioridades. 

O anúncio foi feito na visita e lançamento da primeira pedra das obras de requalificação da Escola do Bairro do Restelo que contou com a presença do vereador da Educação Ricardo Robles, do presidente da junta de freguesia de Belém Fernando Ribeiro Rosa e do diretor do agrupamento de escolas do Restelo, Júlio Santos bem como representantes da associação de pais e do corpo docente e auxiliar da escola. 

Após a visita e a cerimónia de lançamento da primeira pedra, coube a Fernando Ribeiro Rosa abrir os discursos agradecendo o apoio da CML na requalificação das escolas da freguesia. 

Ricardo Robles salientou a importância deste dia que marca o arranque de mais uma intervenção nas escolas de Lisboa, um passo mais para tornar as escolas públicas nas melhores da cidade. 

Além de referir o Fundo de Apoio Escolar, Fernando Medina salientou também o investimento nos serviços de refeições escolares como forma a permitir a confeção local e melhor qualidade nas refeições das crianças enquanto elemento promotor de um melhor desempenho escolar. O presidente da CML lembrou ainda que o programa de intervenção nas escolas da cidade, que conta com 55 milhões já investidos em 77 intervenções, estando neste momento em obra 17 intervenções de fundo no valor de 35 milhões de euros, é um dos maiores programas de investimento que a CML está a criar na cidade. 

A Escola Básica do Bairro do Restelo tem um plano de investimento de cerca de 3,7 milhões, trata-se de uma obra de fundo que irá requalificar 10 salas do 1º ciclo e 3 salas de jardim-de-infância, para além da requalificação de balneários, recreio coberto, instalações sanitárias, cozinha, refeitório gabinetes, centro de recursos e arrecadação, também todo o espaço exterior e envolvente. A intervenção estima-se estar concluída em junho de 2019. 

Mais notícias sobre:
Educação