Belem, Município

Fernando Medina no Dia da Europa

10, Maio 2015
  • Fernando Medina no Dia da Europa
    Fernando Medina no Dia da Europa

Um dia de enorme simbolismo para Portugal que completa este ano 30 anos de adesão, “um dia que nos deve fazer refletir sobre as dificuldades e os caminhos do futuro mas também reconhecer os enormes progressos desta construção única na história europeia e da humanidade.” São palavras do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, no final da cerimónia evocativa do Dia da Europa, promovida em 9 de maio nos Claustros dos Jerónimos pela Representação da Comissão Europeia em Portugal.

Com vários representantes do Governo português, câmaras municipais, corpo diplomático e deputados europeus, Fernando Medina assistiu à cerimónia em que intervieram o Chefe de Gabinete do Parlamento Europeu em Portugal , Pedro Valente, e o Comissário Europeu Carlos Moedas, seguindo-se um concerto pela Orquestra Geração.

 

Paz, desenvolvimento e progresso

Para o edil, a adesão à então CEE marcou “uma viragem muito grande em Portugal” e o primeiro ministro na altura e ex-Presidente da República, Mário Soares, “teve uma visão e desígnio para o país que foi assumir a integração europeia como elemento de estabilização do nosso sistema democrático mas também como instrumento de modernização do país e de desenvolvimento económico e social.”

Fernando Medina considera que passados 30 anos “muito do que foi ambicionado foi conseguido e a própria Europa também progrediu”. Hoje o projeto europeu é “mais complexo e mais rico do que era”, pese embora a crise sem precedentes” que vivemos, que, diz, “não podemos esquecer”.

Como não podemos esquecer o que “já construímos e conseguimos” com este projeto comum: uma europa de paz, de desenvolvimento, de progresso, e um referencial de democracia e de liberdade para muitas zonas e muitos povos do mundo. 

 

Lisboa Capital Europeia do Empreendedorismo

Porque falamos de Europa, de Portugal e de desenvolvimento, o município foi distinguido pelo Comité das Regiões com o prémio “Cidade Empreendedora Europeia” e Fernando Medina considera que se trata de um galardão merecido, pelo desenvolvimento que o ecossistema empreendedor teve na capital durante os últimos anos. 

Lisboa tem hoje condições únicas e é o “centro de produção” de jovens licenciados e de qualificações superiores, salienta, é o “núcleo central” de centros de investigação, onde estão as mais modernas e inovadoras empresas do país. É, ainda, espaço de acolhimento de modernas empresas inovadoras estrangeiras “a produzir para o mundo”, está hoje “uma cidade vibrante” com o turismo e é palco “de modernas dinâmicas” ao nível do empreendedorismo. 

Com a economia do digital foram ultrapassadas muitas das barreiras de escala e de dimensão, diz, considerando que “tudo isso está ultrapassado e Portugal hoje tem condições e oportunidades que Lisboa lidera, numa tendência que é irreversível para o futuro.” 

À autarquia cabe continuar a puxar por essa dinâmica, por esse “Portugal competitivo que sabe vencer” e estar nesta nova economia global “e que o sabe fazer bem” enfatiza. 

Mais notícias sobre:
Belem, Município