Comercio, Participar

Ignite – Orçamento Participativo

05, Junho 2013

Teve lugar no passado dia 4 de junho, no torreão poente do Terreiro do Paço, mais uma apresentação do Ignite Lisboa, onde cerca de duas dezenas de jovens empreendedores apresentaram as suas ideias e os seus projetos para a cidade, projetos esses que em breve estarão a votação na edição do orçamento participativo (OP) deste ano. O conceito Ignite surgiu nos Estados Unidos e foi trazido para Portugal em 2006. O conceito baseia-se numa apresentações simples e eficaz de 20 slides, de 15 segundos para cada, durando a apresentação um total de 5 minutos. Esses 5 minutos são aproveitados pelo proponente para expor as suas ideias da forma mais variada e criativa que lhe aprouver. No palco do torreão subiram ideias que se prendiam com mobilidade, economia, lazer, cultura, tecnologia, ciência, cobrindo-se, enfim, todas as áreas de que uma cidade é feita. 

Perto de uma centena de pessoas marcou presença para auscultar as ideias que foram surgindo. 

A encerrar a sessão, Graça Fonseca vereadora da economia e inovação agradeceu a presença de todos os participantes e elogiou a qualidade das ideias apresentadas. A vereadora lembrou ter sido este um dia especial pois de manhã tinha tido oportunidade de participar no Ignite kids (leia notícia aqui), onde cerca de 20 jovens até aos 15 anos, impressionaram com a sua a criatividade e a qualidade das propostas e soluções para a cidade. Esta iniciativa, disse a autarca, é ilustrativa dos objetivos do orçamento participativo que é o envolvimento das instituições da cidade, como neste caso as escolas, a criação de redes e de comunidades, fator que encontra tradução no crescente número de votantes no orçamento participativo.

Graça Fonseca quis ainda lembrar que o mais difícil está para vir e que corresponde à fase de votação. Esta é a parte mais fácil, apresentar propostas, a parte mais complicada é a parte da votação. Por isso pediu que mesmo que não sejam eleitas neste orçamento, as propostas devem ser persistentes, recordando que algumas das propostas vencedoras do último OP concorreram três vezes antes de terem sido elegidas. A finalizar Graça Fonseca lembrou ainda que para além da votação no portal do orçamento participativo, na edição deste ano irá ser possível votar por sms (mensagem de telemóvel). “Desejo boa sorte a quem tem proposta a concurso e faço votos de que saiam vencedoras”, rematou. 

Acompanhe tudo sobre o orçamento participativo aqui. Saiba mais sobre o Ignite aqui

Array
Mais notícias sobre:
Comercio, Participar