Comercio, Intervenção social

II Feira de empreendedores imigrantes

04, Maio 2019
Os jardins do Museu de Lisboa no Campo Grande (Palácio Pimenta) acolhem este fim de semana a segunda Feira de Empreendedorismo Migrante, uma iniciativa da Associação Lusofonia, Cultura e Cidadania que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa. O vereador Manuel Grilo esteve presente na abertura.
  • II Feira de Empreendedorismo Migrante
    II Feira de Empreendedorismo Migrante
  • II Feira de Empreendedorismo Migrante
    II Feira de Empreendedorismo Migrante
  • II Feira de Empreendedorismo Migrante
    II Feira de Empreendedorismo Migrante
  • II Feira de Empreendedorismo Migrante
    II Feira de Empreendedorismo Migrante
  • II Feira de Empreendedorismo Migrante
    II Feira de Empreendedorismo Migrante
  • II Feira de Empreendedorismo Migrante
    II Feira de Empreendedorismo Migrante
  • II Feira de Empreendedorismo Migrante
    II Feira de Empreendedorismo Migrante
  • II Feira de Empreendedorismo Migrante
    II Feira de Empreendedorismo Migrante
  • II Feira de Empreendedorismo Migrante
    II Feira de Empreendedorismo Migrante

A feira, que decorre hoje e manhã, 4 e 5 de maio, para além de espaços com produtos de imigrantes, conta ainda com danças e canções tradicionais da Ucrânia, oficinas de percussão, folclore da Colômbia, desfiles de moda, debates e um espaço de gastronomia, onde é possível provar iguarias de vários cantos do mundo.

“Quero aqui saudar especialmente os inovadores, os corajosos, que conseguiram ultrapassar enormes obstáculos para abrir o seu próprio negócio. Trazendo o que de melhor se faz na sua terra de origem, melhoram Lisboa e mostram-nos o que temos de bom em Portugal”, afirmou Manuel Grilo, responsável pelos pelouros da Educação e Direitos Sociais, frisando que “a Câmara Municipal tem sempre as portas abertas para apoiar projectos de inclusão, de integração e de desenvolvimento das comunidades que fazem a cidade ser o que é, viva, aberta e diversa.”

Na cerimónia intervieram ainda Mário Ribeiro, do Alto Comissariado para as Migrações, Nilzete Pacheco, presidente da Associação Lusofonia, Cultura e Cidadania, Paulo Fernandes, do Museu de Lisboa, Fidélio Guerreiro, presidente da Associação Empresarial de Migrantes e Refugiados de Portugal, e o Ministro Conselheiro de Moçambique, Ananias Sigauque.

 

Mais notícias sobre:
Comercio, Intervenção social