Educação, Marvila

Início do ano letivo assinalado em Marvila

15, Setembro 2014
  • Início do ano letivo assinalado em Marvila
    Início do ano letivo assinalado em Marvila

A abertura do novo ano letivo foi assinalada, em 15 de Setembro, na EB 1 do Bairro do Armador, em Marvila, pelo presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, e pela vereadora com o pelouro da Educação, Graça Fonseca.
Na visita os autarcas anunciaram novos projetos e programas para as escolas de Lisboa, um na área da alimentação saudável e o outro na da informática.

Alimentação saudável

Ensinar aos mais pequenos a comer e aprender a ter uma alimentação saudável e sustentável é o objetivo do primeiro projeto. Graça Fonseca lembrou que, no âmbito do Programa Escola Nova, um dos objetivos das intervenções nas infraestruturas escolares foi dotar as escolas de condições para confecionar refeições escolares, através da instalação de cozinhas adequadas. O projeto para uma alimentação saudável decorre dessas melhorias já realizadas.
Acompanhada pelo Chef Nuno Queiroz Ribeiro, que durante a manhã preparou sumos à base de fruta e legumes e um bolo de espinafres bastante aplaudido pelas crianças, Graça Fonseca anunciou o lançamento de uma coleção de quatro livros infantis que pretendem educar os mais novos para a importância de se evitar o desperdício alimentar.
Este projeto, informou a vereadora, será implementado com o contributo de vários parceiros, como a Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação EDP, a Ordem dos Nutricionistas, o “Fruta Feia”, entre outros, e terá como Chef de Cozinha Nuno Queiroz Ribeiro.

Academia de Código Júnior

O segundo projeto anunciado pretende apostar em políticas públicas de educação centradas na qualificação do “software” das escolas. Chama-se Academia de Código Júnior e foi apresentado no ginásio, onde três robôs rodopiavam no chão. António Costa lembrou que “a escola não ensina só a ler, mas a viver em sociedade”. Nesse sentido, o projeto Academia de Código Júnior, declarou, pretende dotar os mais novos de competências e apetências para as tecnologias de informação e programação.

Este novo projeto foi desenhado para dar aos alunos do 3º e 4º ano do Ensino Básico competências básicas em programação. Vai realizar-se em três escolas da cidade de Lisboa (Escola EB1 Aida Vieira, EB Bairro do Armador e o Jardim-Escola São João de Deus) e abranger 75 crianças.
Com vários parceiros associados, como a Fundação Calouste Gulbenkian, o projeto, afirmou António Costa, pretende motivar os mais novos para a tecnologia, despertando-lhes a criatividade, a lógica, a matemática e a colaboração entre equipas.

Escola Nova continua

António Costa recordou que a Câmara de Lisboa implementou em 2008 o Programa Escola Nova, definindo como prioridade a reabilitação do parque escolar da cidade de Lisboa, condição fundamental para a qualidade do ensino.
Para além do “Escola Nova”, disse, foram implementados ao longo dos últimos anos diversos projetos nas escolas da cidade, procurando oferecer às crianças um conjunto diversificado de atividades desportivas, culturais e de ocupação de tempos livres, como o programa da natação curricular ou o programa Passaporte Escolar. Um conjunto de iniciativas que vão prosseguir no corrente ano letivo.

Array
Mais notícias sobre:
Educação, Marvila