Ambiente, Município

Lisboa quer aumentar, até 2021, a produção de energia solar

19, Março 2019
Lisboa quer aumentar a produção de energia solar até 2021. Uma das metas anunciadas hoje durante o encontro internacional para a promoção de energia solar em meio urbanos das Nações Unidas
  • Lisboa quer aumentar, até 2021, a produção de energia solar
    Lisboa quer aumentar, até 2021, a produção de energia solar

Lisboa foi por estes dias a cidade cidade-anfitriã do Solar Cities, um encontro internacional para a promoção de energia solar em meio urbanos das Nações Unidas que reuniu, na capital portuguesa, presidentes e representantes de municípios de vários países da Europa.

A estratégia de Lisboa passa por aumentar, até três vezes, a produção de energia solar até 2021, passando dos atuais 4 MW para 12 MW dentro de dois anos.

Uma das formas para o alcançar passa pela instalação de painéis solares em edifícios públicos e privados através da criação de incentivos, explicou o vereador José Sá Fernandes responsável pelo pelouro da Estrutura Verde e Energia, na abertura do segundo dia do encontro.

Outra das medidas na agenda do município é a construção de uma central solar, nos terrenos municipais junto ao cemitério de Carnide, que irá alimentar transportes públicos e veículos afetos à higiene urbana.

Razões que justificam a importância da realização do encontro em Lisboa porque, diz José Sá Fernandes, a Europa deve estar unida em torno da questão das energias renováveis.

O evento que serviu de o ponto de partida para a concretização e assinatura da Carta de Compromisso “Solar Mayors” (Solar Mayors Charter), uma declaração aberta e internacional que unirá autarcas de todo o mundo na promoção de políticas públicas e projetos que fomentem a adoção de energia solar em meio urbano e o envolvimento dos cidadãos nesta transição.

Array
Mais notícias sobre:
Ambiente, Município