Belem, Desporto

Lisboa quer ser sede da Volvo Ocean Race

12, Junho 2015
  • Volvo Ocean Race ruma a Lorient (Foto cedida pela Volvo Ocean Race)
    Volvo Ocean Race ruma a Lorient (Foto cedida pela Volvo Ocean Race)
  • Volvo Ocean Race ruma a Lorient
    Volvo Ocean Race ruma a Lorient
  • Volvo Ocean Race ruma a Lorient
    Volvo Ocean Race ruma a Lorient
  • Volvo Ocean Race ruma a Lorient
    Volvo Ocean Race ruma a Lorient

A maior regata à volta do mundo vai estabelecer-se em Lisboa. À partida para a penúltima etapa da Volvo Ocean Race (VOR), após uma permanência de onze dias em Lisboa, Fernando Medina anunciou que Lisboa vai ser “a base de treinos” de quatro, das sete, equipas em competição: Abu Dhabi Ocean Racing, Team Vestas Wind, Team Alvimedica e Team SCA.

Além dos treinos de preparação para as épocas seguintes, as equipas vão instalar em Lisboa os seus estaleiros para reparação e manutenção dos barcos, adiantou.

Para o presidente da  Câmara Municipal de Lisboa, este passo permite à cidade posicionar-se, desde já, para “a nossa ambição de futuro que é, no próximo ano, estarmos em condições de apresentar uma candidatura vencedora para que a VOR aqui estabeleça em definitivo a sua sede”. Uma candidatura, anunciou, também “para que seja Lisboa o ponto de partida da regata de 2020".

O balanço “é muito positivo”, afirmou o autarca, realçando o “sucesso do ponto de vista da adesão das pessoas”, bem como o “sucesso desportivo”. O sucesso, que “fortaleceu a nossa ligação com a VOR”, fica a dever-se, na sua opinião, à colaboração entre as entidades envolvidas: Câmara Municipal de Lisboa, Porto de Lisboa, Governo e Urban Wind. “Uma organização excelente, reconhecida em todo o mundo”, concluiu.

José Pedro Amaral, da Volvo Ocean Race, considerou que o “entusiasmo dos lisboetas” pode ter sido o fator decisivo para que “não haja VOR sem Lisboa”. Uma opinião partilhada recentemente por Knut Frostad, CEO da Volvo Ocean Race.

Numa receção na autaquia em que foram homenageados os velejadores, Knut Frostad considerou Lisboa “uma cidade incrível e um dos melhores locais para velejar. Escolhemos a cidade pelas pessoas, motivação e entusiasmo. Lisboa pode contar com a presença da VOR para os próximos anos”.

Antes da partida das embarcações, ao início da tarde do dia 7 de junho, Fernando Medina e Jorge Máximo, vereador do Desporto da Câmara de Lisboa, participaram na cerimónia habitual da passagem de testemunho, entre Lisboa, a única capital europeia a receber a prova, e a cidade francesa de Lorient, onde os primeiros classificados da etapa deverão chegar a partir de 9 de junho.

Array
Mais notícias sobre:
Belem, Desporto