Investir

Lisboa Startup City 2.0

05, Fevereiro 2016
Lisboa procura consolidar a estratégia para a valorização económica da cidade e, numa reunião com diversos atores do ecossistema empreendedor, discutiu um Startup Manifesto Português que será apresentado em junho, em Berlim.
  • Startup Europe Week
    Startup Europe Week

A Câmara de Lisboa associou-se à Startup Europe Week, iniciativa que decorre em 60 cidades europeias nesta semana, e promoveu em 5 de fevereiro, na Sala do Arquivo dos Paços do Concelho, o encontro “Startup Europe Week - O Ecossistema Empreendedor de Lisboa 2.0.”

Uma sessão que pretendeu discutir o futuro do ecossistema empreendedor da capital, abordando a estratégia para o seu crescimento e procurando potenciar os seus impactos no país.

Na reunião foi ainda apresentado o Startup Manifesto Português, documento, que será entregue à Comissão Europeia e apresentado no próximo mês de junho em Berlim. #PTstartupmanifesto é, desde já, um hashtag a memorizar.  


Preparar o futuro

O futuro é um olhar que norteia as expectativas do vereador da Economia e Inovação e vice-presidente da autarquia, para quem é “motivo de orgulho” o que tem sido feito em Lisboa, Capital Europeia do Empreendedorismo em 2015 e com vários programas premiados.
Duarte Cordeiro lembra o Lisboa Empreende e a rede crescente da Startup Lisboa, mas também os muitos espaços de coworking existentes e a rede de FabLabs, com particular destaque para o FabLab Lisboa, equipamento municipal que funciona no Mercado do Forno do Tijolo e ainda recentemente promoveu um encontro com FabLabs de todo o país. 
É, de resto, a olhar o futuro que o vereador convoca o WebSummit, o maior encontro de tecnologia do planeta que em novembro trará milhares de pessoas, empresas e jornalistas à capital portuguesa. O que fizemos até agora em Lisboa é notável mas “não podemos acomodar-nos”, diz, pelo que o evento constitui uma “excelente oportunidade para fixar talentos”.

 

Ambição

“Temos a ambição de, através do desenvolvimento das startups, fazer crescer a cidade e o emprego na cidade”, enfatiza, pelo que considera o Web Summit “uma grande oportunidade”.
Já Paulo Soeiro de Carvalho lembrou que esta iniciativa se realiza em parceria com a Beta-i e afirma que a fase seguinte deste projeto pretende “colocar o nosso ecossistema, que hoje em dia é muito vibrante”, num plano de destaque internacional cada vez maior.
“Queremos fazer mais e convosco”, diz, concluindo que o encontro reuniu “os grandes obreiros do que está a ser feito em Lisboa” para construir o futuro.
O encontro reuniu uma boa parte dos atores que integram o ecossistema empreendedor em Lisboa, entre incubadoras, aceleradores, espaços de coworking, Fablabs e outros.

Array
Mais notícias sobre:
Investir