Município

Livro de Vitor Ramalho lembra amizade com Mário Soares

05, Dezembro 2017
"Crónica de uma amizade fixe” é uma obra que, diz o secretário-geral da UCCLA, testemunha um "homem invulgar".

Vitor Ramalho, secretário-geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa - UCCLA, apresentou no dia 5 de dezembro, na sede daquela organização, o seu livro "Crónica de uma amizade fixe”. Um evento que contou com o Padre Vitor Melícias e a secretária-geral do Partido Socialista, Ana Catarina Mendes. 

Uma obra que, nas palavras de Vítor Ramalho, "é o resultado de um impulso irreprimível que testemunha o que era o homem invulgar que foi Mário Soares e com quem tive o privilégio de privar e ser amigo." Uma homenagem a uma amizade com mais de 30 anos, diz, mas também "um ato pedagógico, sobretudo dirigido aos mais jovens, para que valorizem e defendam uma das artes mais nobres e complexas do ser humano, a política com P grande. Isso é muito importante neste mundo hoje tão incerto e hedonista. Por isso, sem falsa modéstia, entendo que é um livro diferente."

Com chancela da editora Temas e Debates, o livro promove uma viagem entre o convite inicial do então primeiro ministro a Vítor Ramalho para o exercício de funções governativas, até à comoção sentida na despedida derradeira de Mário Soares. 

 

 

Mais notícias sobre:
Município