Investir, Município, Visitar

Mais de 20 milhões de passageiros em Lisboa

07, Janeiro 2016
Em 2015 o Aeroporto de Lisboa ultrapassou os 20 milhões de passageiros. Um “sucesso”, afirmou Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa.

Os aeroportos portugueses registaram, em 2015, o maior crescimento de sempre, com um total de 38,9 milhões de passageiros, um aumento de 11% face ao ano anterior. Os dados foram anunciados, dia 7 de janeiro, pela ANA - Aeroportos de Portugal, numa sessão que contou com a presença do ministro do Planeamento e Infraestruturas e do presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

Em 2015, o Aeroporto de Lisboa ultrapassou os 20 milhões de passageiros, com uma subida de 10,7% face a 2014. De resto, os dados apresentados revelam que nos últimos três anos o aeroporto da capital cresceu 4,8 milhões de passageiros, quando nos oito anos anteriores o incremento tinha sido de 4,6 milhões.

O Aeroporto do Porto atingiu, por sua vez, os 8,1 milhões de passageiros; o de Faro 6,4%; o da Madeira 6,3%; e os Açores 25,7%, atingindo 1,6 milhões de passageiros.

Lisboa é “autêntica” afirma Medina

“Este é um dia particular”, afirmou Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, durante a apresentação dos resultados da ANA: “Um dia em que celebramos o sucesso”, porque “20 milhões de passageiros é um valor que nos coloca acima de um novo patamar e de uma marca”. Um sucesso, comentou, que se deve em grande parte ao produto “Lisboa”, que “está a ser redescoberta pela Europa e pelo Mundo”. Nos últimos anos, afirmou, o turismo cresceu 15% na capital, graças à “autenticidade” da cidade: “Lisboa é uma cidade única, distinta, que tem a capacidade de surpreender”.

Medina sublinhou, ainda, que os resultados atingidos exigem mais responsabilidade por parte de todos os parceiros: “Contem com o firme compromisso e empenho da CML de construir o futuro de Lisboa”. Um compromisso que passa por um forte investimento na cidade: “Continuamos a investir em Lisboa. Na Frente Ribeirinha, na cultura, em novas polaridades turísticas, na diversificação do produto turístico, na requalificação do espaço público, na segurança…”.

Nicolas Notebaert, presidente da Vinci Airports (operador que gere aeroportos em três continentes, dez dos quais em Portugal), salientou que “2015 foi um ano de recordes para toda a rede de aeroportos portugueses” e Lisboa, frisou, “ não foi exceção a esta regra”.

O responsável lembrou que “estes resultados de sucesso foram alcançados graças ao excelente relacionamento com as autoridades públicas, em particular com a Câmara Municipal de Lisboa, durante estes últimos três anos”. Mas também “à atratividade do destino Lisboa, da localização do aeroporto próximo do centro da cidade, da elevada competitividade das taxas aeroportuárias – mais baixas do que a média europeia – e a existência do hub de Lisboa”.

De acordo com o presidente da ANA, José Ponce de Leão, para além da integração “bem-sucedida” da ANA no grupo francês VINCI, o crescimento sustentado de passageiros dos últimos anos tem resultado “da atratividade dos aeroportos da rede e do esforço de captação de novas rotas e companhias aéreas".

Mais investimento em Lisboa

Durante este ano vão ser investidos mais de 70 milhões de euros  nos aeroportos portugueses, através de remodelações e reformulações, anunciou o presidente da VINCI: “Investimos e vamos investir para melhorar e adaptar a capacidade dos aeroportos”, anunciando que para 2016 estão programados investimentos superiores a 70 milhões de euros, dos quais mais de 30 milhões serão “alocados a Lisboa. 

O investimento que está a ser feito nos aeroportos portugueses e os resultados entretanto alcançados são motivo de “regozijo” para o ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, que encerrou a sessão afirmando que os resultados obtidos significam, também, mais postos de trabalho.

Array
Mais notícias sobre:
Investir, Município, Visitar