Comercio, Município

Marca para os mercados apresentada em Arroios

28, Janeiro 2017
"Sempre fresco no seu bairro" é o lema da marca Mercados de Lisboa, lançada no renovado mercado de Arroios pelo presidente da Câmara Municipal, Fernando Medina, e o vice-presidente, Duarte Cordeiro.

É uma nova visão de mercado municipal, que entronca na estratégia da autarquia para dar mais vida à cidade e aos seus bairros. Às praças renovadas e à reabilitação de arruamentos junta-se a intervenção nos mercados municipais, numa estratégia centrada na marca "Mercados de Lisboa desde 1877 - sempre fresco no seu bairro". O lançamento decorreu hoje, 28 de janeiro, no renovado mercado de Arroios, por Fernando Medina e Duarte Cordeiro, presidente e vice-presidente da autarquia, respetivamente. 

"Comprar no mercado não é o mesmo que comprar noutro sítio qualquer" diz Fernando Medina, pois "aqui leva-se sempre mais alguma coisa, dá-se sempre mais alguma coisa". O edil visitou longamente o mercado, falou com os comerciantes e salientou o facto de ter encontrado "muitas caras jovens com novos projetos". Porque afinal dar uma nova vida aos mercados passam também por diversificar o seu ambiente e Duarte Cordeiro explica que a missão do projeto é "trazer mais vida e mais qualidade aos mercados", proporcionando mais qualidade de vida aos bairros e aos lisboetas.

Numa manhã de festa em que participaram, entre outros, a presidente da junta de freguesia local, Margarida Martins, a presidente da Associação dos Mercados de Lisboa, Maria Luísa Carvalho, e a presidente da Associação dos Comerciantes de Lisboa, Carla Salsinha, o mercado de Arroios foi animado com intervenções musicais e encenação de pregões, houve também o sorteio de três cabazes com produtos frescos. 

 

Devolver a alma à cidade

O presidente da Câmara de Lisboa deixou um agradecimento especial a Duarte Cordeiro, também responsável pelo pelouro das Estruturas de Proximidade, onde se incluem os mercados, “por ter tido esta visão e se ter empenhado em levá-la por diante”. “Sem ele não teria sido possível mexer esta difícil máquina para que tudo acontecesse”, disse, sublinhando que as praças e os mercados “são o coração dos bairros e da cidade”. 

O edil lembra que a cidade perdeu gente nos últimos anos, foi invadida pelo automóvel e sentiu o crescimento dos hipermercados, muitos prédios ficaram desabitados e em ruínas. Pelo que a aposta do atual executivo camarário é “tentar inverter, construir outra vez”. O espaço público, as praças, os jardins e os mercados “são o local onde as pessoas se encontram e convivem. Fazem a alma da cidade, são o coração da cidade”, diz. 

Duarte Cordeiro explica que se trata de um trabalho conjunto, que envolve a Câmara Municipal de Lisboa, as juntas de freguesia, as associações de comerciantes e os próprios comerciantes. “Em Lisboa, o princípio que temos é que os mercados são centrais na vida dos bairros”, frisa. 

O projeto passa pela revitalização e renovação dos mercados municipais, mas também pela aposta nos comerciantes, na sua formação e na melhoria do serviço que prestam, explicou, adiantando exemplos como a introdução de pagamento multibanco e entrega ao domicílio. 

A requalificação do mercado de Arroios custou à Câmara Municipal de Lisboa um milhão de euros, revelou ainda, salientando que a aposta é “trazer novos usos aos mercados”. 

Array
Mais notícias sobre:
Comercio, Município