Cultura e Lazer, Município

Marchas Populares 2018

13, Junho 2018

Para quem não acredita em milagres aqui vai um. Afinal Santo António não é apenas casamenteiro, também conjuga os elementos para que, depois de vários dias de tempo incerto e chuvoso, apresentasse à avenida principal da cidade, temperatura amena e céu limpo em noite clara. E foi debaixo deste clima benéfico que as marchas da cidade, mais uma vez, desfilaram Avenida da Liberdade abaixo, cheias e alegria, de imaginação e de promessa.

Este ano o alinhamento calhou ser o seguinte: Marcha da Vila da Lousã (marcha convidada), seguindo-se como é da tradição a marcha infantil da “A Voz do Operário”, dos Mercados e da Santa Casa, passando aos bairros na sequência ditados pela sorte: São Vicente, Alfama, Olivais, Marvila, Ajuda, Lumiar, São Domingos de Benfica, Alcântara, Benfica, Belém, Bairro da Boavista, Madragoa, Mouraria, Bica, Graça, Bela Flor – Campolide, Carnide, Castelo, Penha de França, Campo de Ourique, Alto do Pina, Bairro Alto e a fechar Santa Engrácia. 

O tema eleito deste ano foi a “Canção de Lisboa”, mítico filme realizado por Cottinelli Telmo, protagonizado por Vasco Santana, de que se assinala o 120 aniversário o seu nascimento, e Beatriz Costa. E por isso mesmo, vários pequenos “Vascos” e “Beatrizes” fizeram a sua aparição em várias marchas homenageando os protagonistas de um dos mais queridos filmes da cinematografia nacional. 

No intervalo não faltou o desfile dos noivos de Santo António que depois de um dia cheio não quiseram faltar ao desfile do principal palco da cidade na noite mais linda de Lisboa. 

E foi linda a festa. Na bancada principal, ao lado do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina e de todo o executivo, esteve o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que foi muito cumprimentado pelos padrinhos e muitos dos marchantes que não dispensaram as tradicionais “selfies” com Marcelo e muitas manifestações de afeto. 

E como tudo o que é bom acaba depressa, no final a última das marchas, "a marcha das vassourinhas" que é como quem diz os serviços de limpeza da CML, devolvem à avenida o brilho e a limpeza que todos os lisboetas esperam encontrar na manhã seguinte. Fernando Medina não quis deixar de cumprimentar as equipas de limpeza que tão prontamente tornam a Avenida impecável. 

E já de madrugada, quando a cidade cansada da festa recolhia a casa, soube-se que Alfama voltou a ficar em primeiro lugar na edição deste ano, seguido da marcha do Bairro Alto e da Madragoa que arrebatou o terceiro lugar. Veja aqui todas as classificações. 

Vivam as marchas. Viva Lisboa! 

Mais notícias sobre:
Cultura e Lazer, Município