Mobilidade

Medina defende financiamento do Estado no sistema de transportes públicos

20, Junho 2016
Fernando Medina defende que os transportes públicos devem ser financiados pelo Estado, “só assim é possível ter um sistema credível e eficaz para todos”. As declarações do presidente da autarquia foram feitas na abertura da Conferencia sobre o financiamento dos sistemas de mobilidade urbana que decorre durante o dia 20 de junho no Instituto Superior Técnico.

Numa altura em que o crescimento das cidades transformaram o sistema de mobilidade num serviço público indispensável, Fernando Medina foi uma vez muito muito critico em relação ao funcionamento atual sistema de transportes públicas na área metropolitana de Lisboa, apelidando-o de “ muito mau e desajustado”.

O presidente da CML considera que é necessária uma visão clara e integrada dotando as áreas metropolitanas de competências e de legitimidade própria na área dos transportes.

Sob o olhar atento do Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, o autarca defende que o financiamento do sistema de transportes públicos seja feito pelo Estado, sem o uval não poderá haver um verdadeiro serviço publico”.

Falando sobre a Gestão do Financiamento dos Transportes, José Mendes admitiu que o papel das autarquias é ´”fundamental para que o sistema funcione” avançando a necessidade de ser “reposta a justiça e trazer a Carris de volta para a gestão da CML.”

Não excluindo o reforço do investimento no sector dos transportes públicos, o Secretário de Estado garantiu que o mesmo será equacionado “ logo que a folga orçamental o permita”.

 Ao longo de todo o dia estão previstas várias intervenções, no âmbito do Ciclo de Conferencias intitulado “ Da Mobilidade à Acessibilidade”, promovidas pelo Instituto Superior Técnico. Destaque ainda para a intervenção do Vereador Carlos Manuel Castro que irá partilhar a “Visão da Câmara Municipal de Lisboa para a cidade em 2030”.

Array
Mais notícias sobre:
Mobilidade