Ambiente, Desporto

Meia Maratona de Lisboa vai enviar 35 mil árvores para a Mata do Buçaco

17, Março 2019
Os participantes da 29ª edição da meia e da mini maratona de Lisboa, contribuíram para a reflorestação da Mata do Buçaco. Por cada inscrição, será plantada uma árvore nas áreas mais afetadas pela tempestade Leslie, em 2018.
  • Meia Maratona de Lisboa na Ponte 25 de Abril
    Meia Maratona de Lisboa na Ponte 25 de Abril
  • Partida da Meia Maratona de Lisboa na Ponte 25 de Abril
    Partida da Meia Maratona de Lisboa na Ponte 25 de Abril
  • Sara Moreira e Hermano Ferreira
    Sara Moreira e Hermano Ferreira
  • Mosinet Geremew, da Etiópia
    Mosinet Geremew, da Etiópia
  • Vivian Cheruiyot, do Quénia
    Vivian Cheruiyot, do Quénia
  • Vencedores da prova masculina
    Vencedores da prova masculina
  • Vencedoras da corrida feminina
    Vencedoras da corrida feminina
  • Meta da mini maratona
    Meta da mini maratona

De acordo com os responsáveis pela iniciativa, "serão plantadas únicamente espécies autóctones: azereiro, carvalho, pinheiro manso, aderno, azevinho, pirliteiro, sobreiro, gilbardeira, medronheiro."

Milhares de atletas de 90 países

Na corrida feminina, Vivian Cheruiyot, do Quénia foi a vencedora com 1:06:34, e Sara Moreira, a primeira portuguesa. Nos homens, Mosinet Geremew, da Etiópia, foi o primeiro a cortar a meta com o tempo de 59:36. Hermano Ferreira, foi o português mais rápido a completar os 21 km.

A prova decorreu na manhã deste domingo, com partida de Almada, junto às portagens da Ponte 25 de Abril, terminando em Lisboa, frente ao Mosteiro dos Jerónimos.

Cerca de 15.000 atletas, de 90 países, participaram em mais uma edição da prova principal, a meia maratona. De acordo com a organização, a cargo do Maratona Clube de Portugal, estiveram em Lisboa 47 atletas de "nível mundial", bem como "os melhores atletas portugueses, femininos e masculinos."

A corrida, com quase 3 décadas de existência, é "essencial para o desenvolvimento do desporto e da atividade física em Portugal", afirmou o vereador do Desporto, Carlos Castro, e por isso, salientou, "vamos continuar a apoiar a prova."

Reforço da recolha e reciclagem

Este ano, para facilitar a recolha das garrafas de plástico, a Câmara Municipal de Lisboa e a Sociedade Ponto Verde criaram novas estruturas. A Meia Maratona de Lisboa, "foi o primeiro evento a receber a contentorização desenhada especificamente para este tipo de iniciativas."

As estimativas apontam para cerca de oito toneladas de plásticos recolhidos, pelo que, de acordo com a organização, "houve um reforço da equipa de recolha."

Array
Mais notícias sobre:
Ambiente, Desporto