Educação, Intervenção social

Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância e Juventude

04, Abril 2018

Teve lugar no dia 4 de abril, na Sala do Arquivo dos Paços do Concelho, a cerimónia de arranque do Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância e Juventude, um mês que propõe uma vasta programação de sensibilização do grande público contra os fenómenos de violência e negligência contra os mais novos. 

A abrir o encontro, a orquestra de rufos e tambores Batucaria, promovida pela Associação Renovar a Moraria, composta na sua maioria por crianças, apresentou, junto às portas dos Paços do Concelho, alguns dos seus ritmos mais intensos, na presença dos muitos participantes que não faltaram a esta cerimónia.   

Já dentro da Sala do Arquivo, o vereador dos Direitos Sociais, Ricardo Robles, agradeceu a presença de todos os que se juntaram a este mês que tem como lema “Cuidar e Proteger ajuda-nos a Crescer”, lembrando ser esta uma oportunidade para colocar a tónica na necessidade da continuidade na prevenção contra maus-tratos nas crianças e jovens, onde muito tem sido feito, mas onde ainda é preciso reforçar os instrumentos para dar resposta às dificuldades e sobrecarga de trabalho que as associações e as CPCJ (Comissões de Proteção de Crianças e Jovens) que trabalham com estas problemáticas ainda carecem. “Apesar dos avanços das últimas décadas, há ainda muito trabalho por fazer sobretudo no combate ao absentismo e abandono escolar, cabe ao poder local, município e freguesias, a responsabilidade de dar resposta à população jovem, uma população que muito desejamos, sobretudo quando se fala tanto em desertificação e envelhecimento das cidades. Uma cidade amiga das crianças, que promova o bem-estar e previna os maus tratos nas crianças e nos jovens, é um objetivo que deverá ocupar a agenda pública”, afirmou o vereador. Ricardo Robles elogiou o trabalho feito pelas associações e CPCJs e destacou momentos altos do calendário deste mês onde as atividades se distribuem por ciclos de cinema, encontros de fotografia, música, e muitas atividades sensibilizadoras. Terminou agradecendo e fazendo um apelo à participação de todos. 

Margarida Medina Martins, presidente da Associação de Mulheres contra a Violência, agradeceu o trabalho em parceria com a CML no apoio à celebração deste mês contra os maus tratos de crianças e jovens e apelou a uma implantação conjunta das várias entidades públicas para a criação de uma estratégia nacional de prevenção da violência contra as crianças e garante dos seus direitos. Deixou também o desafio de criar ações conjuntas que possam tornar Lisboa numa cidade-exemplo para o país e para a Europa no combate aos maus tratos nesta população como no geral. 

A presidente da Comissão Nacional para a Proteção de Crianças e Jovens em Risco, Rosário Farmhouse, agradeceu também à CML e às CPCJs da cidade e entidades parceiras a realização deste mês contra a indiferença em que a mensagem principal será uma tentativa da inverter os ciclos negativos e tentar valorizar o que de bom se tem feito e os casos de sucesso sem deixar de prevenir e intervir nas situações de risco. Rosário Farmhouse lançou ainda o convite para todos estarem presentes na ação do dia 27 de abril, na Alameda D. Afonso Henriques, na criação de um laço azul humano, símbolo do combate contra a violência contra crianças e jovens. 

Seguidamente foi feita a apresentação da atividade desenvolvida em Lisboa, em 2017, intitulado “Sussurros em Lisboa”, que visou sensibilizar para a situação de crianças com deficiência por estarem mais expostas a um risco maior de maus tratos. Os jovens que participaram nesta iniciativa receberam um diploma pela ação desenvolvida em vários pontos da cidade e junto de diversos organismos públicos e de ensino. 

O hino da campanha deste ano foi apresentado pela dupla de músicos D’moura e Kastiço – DMK, uma belíssima peça musical que encerrou a cerimónia deste primeiro dia do mês onde cabe a todos lutar contra todas as manifestações de maus tratos nas crianças e jovens. 

Ver aqui mais detalhes desta iniciativa. 

Array
Mais notícias sobre:
Educação, Intervenção social