Município, Santa Maria Maior

Monumento ao Calceteiro devolvido a Lisboa

25, Outubro 2017
O monumento de homenagem ao calceteiro regressou hoje às ruas da Lisboa. O local escolhido foi a Praça do Restauradores, junto ao hotel Avenida Palace e está agora enquadrado por um trabalho de calçada.O Presidente da Câmara Municipal de Lisboa prestou homenagem à atividade dos calceteiros de Lisboa, “uma arte que representa uma marca clara da nossa identidade enquanto cidade e comunidade", disse na cerimónia que marcou a recolocação da obra da autoria de Sérgio Stichini.
  • Monumento ao Calceteiro devolvido a Lisboa
    Monumento ao Calceteiro devolvido a Lisboa

"Uma marca de identificação da passagem dos portugueses por todo o mundo que nós procuramos sempre manter, de forma equilibrada, na gestão da cidade” garantiu o autarca.

"A calçada à portuguesa é hoje mais do que o chão que pisamos, é uma marca da nossa identidade", frisou.

O conjunto escultórico, inicialmente colocado na Rua da Vitória, e que resultou de uma proposta da autarquia para homenagear a atividade dos calceteiros “através de um monumento que representasse esta arte",  foi retirado do espaço público para recuperação, fruto de vandalismo.

A obra envolve ainda a instalação de um desenho de uma barca de São Vicente, símbolo de Lisboa,em calçada artística portuguesa, um molde antigo cuja aplicação não se verificada desde os anos 50. 

Uma homenagem  num "sítio onde será certamente vista, discutida, apreciada por muitos milhares de pessoas que aqui passam todos os dias", salientou o Fernando Medina.

Também o vereador António Prôa, um dos autores da proposta aprovada pela Câmara de Lisboa, destacou que "esta iniciativa dá início a uma caminhada para promover a calçada".

Na  proposta conjunta subscrita pelos Vereadores Manuel Salgado, Catarina Vaz Pinto, António Proa, do PSD, Carlos Moura e João Bernardino do PCP e João Gonçalves Pereira do CDS-PP, que determinou a recuperação do monumento e sua devolução à capital foi ainda dado início ao processo de candidatura da calçada portuguesa a Património Imaterial da Humanidade. 

Sobre o Monumento

 -as figuras /estátuas que representam os calceteiros de Lisboa estão assentes na grande Caravela Vicentina.

- a “peça” tem cerca de 30m2 e é constituída por mais de 10.500 pedras;

 - cada uma das pedras foi trabalhada com 6 cortes ou pancadas são por isso sextavadas, uma das técnicas que torna única a típica calçada portuguesa;

- foram precisos mais de 60.000 cortes ou pancadas;

- foi trabalho artístico realizado pelos calceteiros municipais que integram as brigadas Lx da Câmara Municipal de Lisboa, presentes na cerimónia.

Array
Mais notícias sobre:
Município, Santa Maria Maior