Cultura e Lazer

Museu do Fado comemora 20 anos

12, Novembro 2018
A história do Fado em espectáculo vídeo-mapping constitui um dos momentos altos da programação, que conta ainda com uma exposição sobre Maria Teresa de Noronha, o lançamento do primeiro disco de Francisco Salvação Barreto e um concerto de apresentação do primeiro disco de Gaspar, jovem talento da guitarra portuguesa.

Inaugurado há duas décadas, em 25 de setembro de 1998, o Museu do Fado comemora o seu vigésimo aniversário neste mês de novembro com várias iniciativas culturais que quer transformar numa grande festa do Fado. O momento é também aproveitado para assinalar a passagem de sete anos sobre a consagração da “canção de Lisboa” na lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade (novembro de 2011).

Os festejos começam dia 20, às 19h00, no São Luiz Teatro Municipal, com o lançamento do primeiro disco de Francisco Salvação Barreto. “Horas da Vida” é editado pelo Museu do Fado Discos, teve direcção de voz de Camané e revela finalmente ao grande público um dos talentos mais secretos do Fado, actualmente no elenco da casa de fados Sr. Vinho. 

De 23 a 27 de Novembro a História do Fado conta-se num espectáculo video-mapping projectado na fachada do Museu, às 20h30, 21h00 e 21h30.  Conta com a participação de Carlos do Carmo, Mariza, Camané e José Manuel Neto, que gravaram registos audiovisuais para assinalar este duplo aniversário.

Em 23 de Novembro é ainda inaugurada uma exposição sobre Maria Teresa de Noronha, uma das mais extraordinárias fadistas de sempre cujo centenário do nascimento se comemora este ano. 

No dia seguinte, 24, o Pequeno Auditório do CCB recebe às 21h00 o concerto de apresentação do primeiro disco de Gaspar, jovem talento da guitarra portuguesa e Bisneto de Celeste Rodrigues. 

Mais notícias sobre:
Cultura e Lazer