Comercio, Santa Maria Maior, Visitar

Natal e Passagem do Ano em Lisboa

01, Dezembro 2013

As Iluminações de Natal já brilham na Baixa lisboeta, bem como noutras zonas da cidade. O ato de carregar no interruptor aconteceu no final da tarde do dia 30 de novembro, em pleno Terreiro do Paço, e foi protagonizado pelo presidente da Câmara, António Costa, com a prestimosa ajuda dos pequenos alunos do Agrupamento de Escolas da Baixa-Chiado. A seu lado estavam a presidente da União das Associações de Comércio e Serviços de Lisboa, Carla Salsinha, e os artistas Pedro Abrunhosa e Herman José, que irão animar o espectáculo de Passagem do Ano, neste mesmo local.

Neste sábado, embora frio, milhares de lisboetas acorreram à Baixa e ao Chiado para as primeiras compras de Natal, sendo brindados com a inauguração das Iluminações de Natal e por um feérico fogo de artifício, seguido de projeções de animação nas fachadas do Terreiro do Paço, enquanto a enorme Árvore de Natal implantada nesta bela praça cativava a atenção dos mais novos. As ruas da Baixa e do Chiado, que o autarca visitou demoradamente, já iluminadas, eram animadas por artistas circenses e grupos musicais. Ao mesmo tempo, decorria na Rua Castilho animação de rua e nas lojas aderentes, com convidados especiais e brindes de todo o tipo. 

A par das iluminações, um extenso programa promete animar a quadra festiva deste ano, até ao dia 6 de janeiro próximo:
-vídeo mapping e animação 3D musical nas fachadas do Terreiro do Paço (entre 14 e 25 de dezembro, todos os dias, às 18h, 19h, 20h e 21h);
- Aldeia Natal, no Parque Eduardo VII, até 6 de janeiro, com "circo de luz" e muita animação destinada, sobretudo, às crianças;
- Natalis, um mercado de prendas na FIL do Parque das Nações, de apoio a causas sociais, onde não faltam atividades lúdicas, até 8 de dezembro;
- Feira de Natal no Mercado de Fusão (Martim Moniz), nos dias 6, 7 e 8 de dezembro, a partir das 12h00, com muita música, dança, mercado de produtos e multiculturalismo;
- Animação diversa, em locais como os quiosques da Praça do Município e da Avenida da Liberdade, a par de vendas de Natal na Rua Augusta e Avenida da Liberdade;
- Finalmente, UP Lisboa 2014, ou seja, a grande festa de Passagem do Ano, no Terreiro do Paço, no dia 31 de dezembro, a partir das 22h00, e que contará com as atuações de Herman José, DJ André Henriques e, depois do tradicional Fogo de Artifício da meia noite, a música de Pedro Abrunhosa na madrugada do primeiro dia de 2014.

Todo este extenso programa de Natal e Passagem do Ano fora apresentado uma hora antes pelo presidente da Câmara, António Costa, numa sessão que teve lugar nos Paços do Concelho. O autarca, que se fazia acompanhar pela vereadora Graça Fonseca, garantiu que a animação natalícia nesta zona comercial e nobre da cidade "é uma forma de ajudarmos a vencer a crise", tendo confidenciado que a decisão de não promover as iluminações há dois anos "foi errada", já que "uma cidade sem comércio é uma cidade que morre" e "as pessoas precisam de calor e esperança, valendo a pena a carga simbólica deste momento de acender a luz, para que brilhe no meio da grande escuridão que estamos a viver".

Na ocasião, Nuno Maia, que faz dupla com a artista Carole Purcelle, revelou alguns aspetos do seu "espectáculo multimédia inédito a nível mundial" de Vídeo Mapping e animação 3D que será projetado ao longo de 100 metros das fachadas do Terreiro do Paço, que terá como tema o circo e que contará com a participação de Nuno Markl.

Herman José manifestou a "honra de ter sido convidado" para apresentar e animar o espectáculo de Passagem do Ano, no Terreiro do Paço, no novo ano em que celebra 40 anos de carreira, sublinhando "não haver maior privilégio do que trabalhar numa cidade como Lisboa". Também Pedro Abrunhosa, a cargo de quem estará o concerto na madrugada dessa noite de Ano Novo, afirmou esperar que a sua música "possa devolver às pessoas a esperança e a magia que necessitam".

Em representação das atividades económicas da cidade, Carla Salsinha, presidente da União das Associações de Comércio e Serviços de Lisboa, exprimiu o seu contentamento por "uma vez mais se realizar este projeto conjunto" com a Câmara Municipal, sendo que "esta equipa camarária tem sido um bom aliado do comércio e serviços da cidade". "Mais vida e mais cor atraem o turismo e a cidade pode brilhar mais ainda", concluiu.

Array
Mais notícias sobre:
Comercio, Santa Maria Maior, Visitar