Alvalade, Ambiente

Nova vida para a Quinta do Narigão

09, Setembro 2017
A Quinta do Narigão, espaço verde contíguo ao Parque José Gomes Ferreira, em Alvalade, vai ser requalificado e passa a dispor de mais 158 lugares de estacionamento. Neste âmbito, o Município, a Junta de Freguesia e os Escoteiros assinaram um protocolo de colaboração no dia 9 de setembro, numa cerimónia que contou com a presença do vereador de José Sá Fernandes.

O Município de Lisboa, a Junta de Freguesia de Alvalade e a Associação de Escoteiros de Portugal assinaram no dia 9 de setembro um protocolo de colaboração relativo à Quinta do Narigão, numa cerimónia que contou com a presença do vereador da Estrutura Verde e Energia da Câmara de Lisboa, José Sá Fernandes, do presidente da Junta de Freguesia, André Caldas, e de representantes da Chefia Nacional daquela Associação.
 
A reabilitação das infraestruturas de desporto e aventura já existentes e das suas instalações de apoio é uma das intervenções previstas para a Quinta do Narigão, bem como a criação de novas zonas de estadia e lazer, percursos pedonais alternativos e espaços verdes integrados. Os planos incluem ainda a criação de um parque canino.
 
Nos termos do acordo tripartido, a utilização do Parque Aventura existente é cedida pela Câmara Municipal de Lisboa à Associação de Escoteiros de Portugal, que vai contribuir para a dinamização deste espaço verde com a promoção de atividades físicas e de contacto com a natureza, incluindo campismo, dentro dos princípios do movimento escotista. Estão também previstas iniciativas dirigidas à população juvenil de Alvalade, em particular à população escolar.
 
Parque com 158 lugares de estacionamento

 
Também no dia 9 de setembro, foi aberto ao público o novo parque de estacionamento da Quinta do Narigão. Localizada junto à Rua Professor Veiga Beirão, esta infraestrutura com 158 lugares tem um pavimento permeável e áreas verdes integradas.
No novo parque vai estar disponível o Bilhete Diário da EMEL, que permite estacionar durante todo o dia pagando um valor fixo de dois euros.

Mais notícias sobre:
Alvalade, Ambiente